Financeiro

Volante aprova política de 'pés no chão' do Náutico

'Acredito que é um pensamento válido. Tenho certeza que o Náutico vai voltar a ser grande', afirmou Negretti

Diego Toscano
Diego Toscano
Publicado em 06/12/2017 às 20:02
Léo Lemos/Náutico
'Acredito que é um pensamento válido. Tenho certeza que o Náutico vai voltar a ser grande', afirmou Negretti - FOTO: Léo Lemos/Náutico
Leitura:

Passando por uma reformulação praticamente completa para 2018, o Náutico tem como uma das principais missões da próxima temporada recuperar a credibilidade e pagar em dia as folhas dos jogadores, comissão técnica e funcionários. E a estratégia agrada a pelo menos um dos contratados para o ano que vem: o volante Negretti. Para o jogador, a política de "pés no chão" é fundamental para o Timbu voltar a brilhar no cenário nacional.

"O Náutico está com uma política de pés no chão e não vai fazer loucuras de trazer jogadores caros e que não tem condições de pagar. Vão tentar pagar em dia, com uma folha bem reduzida. Acredito que é um pensamento válido. Tenho certeza que o Náutico vai voltar a ser grande e brigar por títulos", explicou.

OBJETIVOS

Mesmo com foco principal na volta pra Série B, Negretti não quer que o Náutico "esqueça" o restante das competições na temporada. Deseja voltar a ser campeão estadual, como foi em 2014, pelo Nacional de Manaus, e duas vezes pelo Campinense, em 2015 e 2016. E acredito que o Timbu, pela tradição, tem chance de voltar a conquistar uma taça após 13 anos.

"Eu vinha numa sequência muito boa. Antes de 2017, nos três últimos anos, ganhei títulos. É importante conquistar, principalmente na carreira do futebol. Os clubes procuram jogadores vencedores. Minha meta e objetivo em 2018 é conquistar títulos. E tenho certeza que isso vai acontecer em 2018", finalizou o volante do Náutico.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias