Timbu

Após título estadual, Náutico visita Ponte Preta pela Copa do Brasil

Timbu agora foca suas atenções na quarta fase da competição nacional

Diego Toscano
Diego Toscano
Publicado em 11/04/2018 às 7:30
Alexandre Gondim/JC Imagem
Timbu agora foca suas atenções na quarta fase da competição nacional - FOTO: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

Mesmo só três dias após o título do Pernambucano, o Náutico já encerrou as comemorações e agora volta suas atenções para a Copa do Brasil. Nesta quarta (11), a partir das 21h45, o Timbu visita a Ponte Preta, pelo jogo de ida da quarta fase. Embalado depois de quebrar 13 anos de jejum, o clube alvirrubro quer fazer ainda mais história na temporada 2018.

“Agora é continuar com os pés no chão e a mesma humildade, determinação e foco. Sabemos que tiramos o time de uma fila de 13 anos, mas temos outras competições para disputar. A comemoração já acabou e a euforia a gente deixa pra torcida. É trabalhar que tenho certeza que a gente vai ter um grande ano com o Náutico”, explicou o volante Negretti.

Se passar da Ponte, o Náutico já alcançará o maior número de fases conquistadas na Copa do Brasil. Hoje, a campanha de 2018, eliminando Cordino-MA, Fluminense de Feira-BA e Cuiabá, está empatada com 1990, quando chegou na semifinal e bateu Treze, Ceará e Remo, e com 2007, quando parou nas quartas de final para o Figueirense e passou por Parnahyba-PI, Paysandu e Corinthians.

Sobre o adversário, o técnico Roberto Fernandes pontuou que as equipes vivem momentos diferentes no Brasileirão. “A Ponte vem de quatro ou cinco anos na Série A, quando se tem um orçamento quase cinco vezes maior que equipes da Série B. Sem falar de camisa, torcida ou tradição, o elenco da Ponte está na nossa frente e é favorita para o confronto. Mas futebol é dentro de campo. A Copa do Brasil é uma competição ímpar”, disse o treinador, que não terá Ortigoza (expulso contra o Cuiabá), Robinho, Wallace Pernambucano e Wendel (poupados por cansaço muscular).

PONTE PRETA

Após quase ser rebaixada no Paulista, a Ponte demitiu o técnico Eduardo Baptista, ex-Sport, e trouxe Doriva, que passou pelo Santa Cruz em 2016. O principal desfalque é Luan Peres, outro ex-Santa, negociado com o Fluminense. No time titular, o zagueiro Renan Fonseca (ex-Santa) e o volante Paulinho (ex-Náutico) já passaram por Pernambuco.

FICHA DE JOGO

PONTE PRETA
Ivan; Emerson, Renan Fonseca, Reynaldo e Marciel; Nathan, Paulinho e Lucas Mineiro; Felipe Saraiva, Júnior Santos e Orinho. Técnico: Doriva. Esquema: 4-3-3

NÁUTICO
Bruno; Thiago Ennes, Camutanga, Camacho e Kevyn; Negretti, Jobson e Júnior Timbó; Rafael Assis, Odilávio (Tharcysio) e Fernandinho. Técnico: Roberto Fernandes. Esquema: 4-3-3

Local: estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP). Horário: 21h45. Árbitro: Daniel Bins (RS). Assistentes: Rafael Alves e Elio Nepomuceno (ambos do RS). Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

Últimas notícias