Alvirrubro

Náutico mira garantir vaga para o mata-mata antes de clássico

Timbu espera não depender do último jogo para poder ter sua classificação para a segunda fase da Série C

Klisman Gama
Klisman Gama
Publicado em 08/08/2019 às 7:34
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Timbu espera não depender do último jogo para poder ter sua classificação para a segunda fase da Série C - FOTO: Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

O Náutico tem uma sequência complicada de jogos até o término da primeira fase da Série C. Primeiro, encara o Sampaio Corrêa - líder do Grupo A - nos Aflitos, depois vai até João Pessoa enfrentar o Botafogo-PB, e volta para fechar a sua participação na chave diante do Santa Cruz, nos Aflitos. Com o ponto de corte estimado em 28 pontos, faltam quatro pontos para que o Timbu assegure sua passagem para o mata-mata. Pontuação que a equipe espera alcançar antes do Clássico das Emoções que, mesmo a ser disputado nos seus domínios, tende a ser bastante equilibrado.

“Nosso pensamento é esse, de tentar encaminhar nossa classificação nos dois próximos jogos. Sabemos da dificuldade desses dois adversários e vamos respeitando os adversários. Clássico é um jogo de detalhes e a gente não vai saber como que vão estar as situações das duas equipes (Náutico e Santa Cruz). Temos nosso problema para resolver e nos preocupar, mas vamos buscar a classificação nesses dois jogos para poder descansar bem, para chegar bem na fase final do campeonato e ir em busca desse acesso”, avaliou o goleiro Jefferson.

Os resultados da última rodada acenderam o sinal de alerta para o Náutico. Apesar de continuar na segunda colocação e Confiança-SE e Ferroviário-CE - equipes logo abaixo do Timbu na classificação - terem perdido, a distância para duas equipes fora do G4 diminuiu. Santa Cruz e Botafogo-PB venceram na rodada e estão a três pontos do Alvirrubro. Apesar de ficar na frente dos dois em um eventual tropeço, por conta do número de vitórias, o time quer evitar sufoco nesta reta final do campeonato. 

“A gente não pode relaxar porque não mexeu de fato na tabela, mas está muito embolado ainda. A gente tem que ter a cabeça no lugar, porque faltam três jogos e o mais importante é que só dependemos de nós. Se acontecesse um desastre do Náutico não classificar, não seria culpa da tabela. Seria culpa nossa, porque a gente só depende de nós hoje. Claro que a gente dá aquela torcida para os confrontos nos favorecerem. Mas temos que vencer e, se a gente permanecer assim até o final, temos totais condições de classificar”, concluiu o arqueiro do Alvirrubro.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias