Leão

Sport: Magrão sabe qual a postura do Atlético-PR de Eduardo Baptista

Eduardo Baptista foi campeão da Copa do Nordeste e Campeonato Pernambucano em 2014 pelo Sport

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 30/06/2017 às 19:19
Foto: JC Imagem
Eduardo Baptista foi campeão da Copa do Nordeste e Campeonato Pernambucano em 2014 pelo Sport - FOTO: Foto: JC Imagem
Leitura:

O Atlético-PR, adversário do Sport, neste domingo, às 16h, na Ilha do Retiro, pela 11ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, é comandado pelo técnico Eduardo Baptista, velho conhecido da torcida leonina. Ciente do modelo de jogo do ex-treinador, com quem foi campeão do Nordestão e Pernambucano em 2014, o goleiro Magrão já imagina como o time paranaense vai chegar na Ilha do Retiro. Na visão do camisa um, o posicionamento tático do adversário é perfeito para quem joga fora de casa.

"O Eduardo (Baptista) normalmente monta um time com duas linhas de quatro bem definidas. Defende bem e sai rápido no contra-ataque. Principalmente jogando fora de casa, pois isso ajuda bastante", afirmou o goleiro. "A tendência é que em casa, a nossa equipe parta para cima. Eles devem segurar e tentar fazer um gol. É mais ou menos isso", completou. 

Magrão ainda frisou que é necessário ter bastante atenção no confronto devido a necessidade do resultado do Leão. "O Atlético-PR tem uma boa defesa. Precisamos ficar ligados nos contra-ataques porque necessitamos do resultado. Mas tem que ter cautela. O forte deles é sair rápido para o ataque. Não podemos ir para cima desorganizados para não serem surpreendidos", pontou. 

DS87

O goleiro Magrão evitou comentar a possibilidade da saída do meia Diego Souza. Ele revelou que não conversou com o companheiro e ressaltou que é um assunto pessoal dele. "Eu ainda não conversei com Diego (Souza). Quem tem que falar sobre isso é ele, que junto com a família vai decidir o seu futuro. Não cabe a nós jogadores falar por ele", finalizou. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias