VIOLÊNCIA

Mesmo com tropas federais, Acre tem ataques

No município de Senador Guiomard, seis ônibus usados para transporte escolar e pela Secretaria de Saúde foram queimados por bandidos. A ordem dos atentados partiria de dentro de presídios

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 19/08/2016 às 9:27
Foto: Reprodução/Facebook Senador Guiomar
No município de Senador Guiomard, seis ônibus usados para transporte escolar e pela Secretaria de Saúde foram queimados por bandidos. A ordem dos atentados partiria de dentro de presídios - FOTO: Foto: Reprodução/Facebook Senador Guiomar
Leitura:

Moradores do Estado do Acre viveram nessa quinta-feira (18), mais uma madrugada de terror. No município de Senador Guiomard, a 24 quilômetros de Rio Branco, seis ônibus usados para transporte escolar e pela Secretaria de Saúde foram queimados por bandidos. Integrantes de uma facção criminosa ainda tentaram atear fogo a uma escola, mas não conseguiram.

Ao todo, já aconteceram 20 ataques no Estado – nove deles na quinta. Desde o início da onda de violência, 30 pessoas acusadas de envolvimento com os crimes foram presas.

Em Rio Branco, um ônibus da Secretaria de Estado de Segurança Pública também foi incendiado e uma ponte, localizada no bairro Taquari, um dos mais violentos da cidade, foi incendiada pelos criminosos. A ordem dos atentados partiria de dentro de presídios. O governador do Estado, Tião Viana (PT), prometeu endurecer contra criminosos.

Cerca de 300 soldados do Exército e parte do efetivo das Polícias Federal e Rodoviária Federal ajudam no policiamento. As entradas e saídas de Rio Branco foram bloqueadas. A direção de universidades da capital liberou os alunos do noturno, cancelando as aulas. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias