médium

Justiça de Goiás rejeita habeas corpus para soltura de João de Deus

Como o pedido foi negado, a estratégia da defesa será entrar com um novo pedido que reverta trocar a prisão preventiva por outra medida cautelar

Amanda Azevedo
Amanda Azevedo
Publicado em 18/12/2018 às 17:25
Foto: EVARISTO SA / AFP
Como o pedido foi negado, a estratégia da defesa será entrar com um novo pedido que reverta trocar a prisão preventiva por outra medida cautelar - FOTO: Foto: EVARISTO SA / AFP
Leitura:

A Justiça de Goiás rejeitou no final da tarde desta terça-feira (18) um pedido de habeas corpus em favor do médium João Teixeira de Faria, o João de Deus.

A revogação da prisão preventiva havia sido pedido pela defesa do líder espiritual mas foi indeferida pela desembargador Jairo Ferreira Júnior.

Estratégia da defesa

Como o pedido foi negado, a estratégia da defesa será entrar com um novo pedido que reverta trocar a prisão preventiva por outra medida cautelar, como a prisão domiciliar.

João de Deus está preso no Complexo Penitenciário de Aparecida de Goiânia desde o último domingo (16). Ele é acusado de crimes de abuso sexual e, nesse primeiro momento, a investigação se concentra em 15 casos.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias