GUERRA

Donald Trump não descarta conflito militar com a Coreia do Norte

Segundo o presidente dos EUA, a procura é pela diplomacia, mas a situação seria muito complicada

JC Online
JC Online
Publicado em 28/04/2017 às 1:28
Foto: REUTERS/Carlos Barria
Segundo o presidente dos EUA, a procura é pela diplomacia, mas a situação seria muito complicada - FOTO: Foto: REUTERS/Carlos Barria
Leitura:

O presidente norte-americano Donald Trump declarou na noite desta quinta-feira (28), em entrevista à Reuters, que “há uma possibilidade de um grande conflito com a Coreia do Norte”, mas que “busca o caminho diplomático”. Ele falou em virtude dos 100 dias do seu governo.

“Queremos resolver [a situação] de maneira diplomática, mas é muito complicado”, afirmou. Segundo Trump, ele e sua administração estão tentando dar um fim a esta crise que atormentou tantos presidentes anteriores a ele, e que prepara um novo pacote de sanções econômicas contra o regime de Pyongyang, sem excluir a possibilidade do conflito militar.

O republicano também mencionou querer cobrar do governo da Coreia do Sul o custo do sistema antimísseis instalado no país oriental, que seria de cerca de 1 bilhão de dólares. Além disso, ele estuda um possível fim para o tratado de livre-comércio com os sul-coreanos, por conta de um profundo déficit comercial do país asiático.

Oriente Médio

Na entrevista, Donald Trump citou a situação no Oriente Médio, e afirmou que o Estado Islâmico “precisa ter um fim humilhante”. O presidente dos Estados Unidos disse considerar a possibilidade de paradas em Israel e na Arábia Saudita em sua viagem à Europa. programada para o mês de maio. As visitas seriam para tentar pôr um termo ao conflito Israel-Palestina e cobrar um “retorno justo” em relação ao apoio militar norte-americano ao país saudita.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias