primeira-ministra

May quer plano de proteção dos direitos cidadãos da UE pós-Brexit

Se os prazos forem cumpridos, o Reino Unido se tornará em março de 2019 o primeiro país a abandonar o projeto europeu em seis décadas de existência.

AFP
AFP
Publicado em 22/06/2017 às 10:59
Foto: THIERRY ROGE / BELGA / AFP
Se os prazos forem cumpridos, o Reino Unido se tornará em março de 2019 o primeiro país a abandonar o projeto europeu em seis décadas de existência. - FOTO: Foto: THIERRY ROGE / BELGA / AFP
Leitura:

A primeira-ministra britânica, Theresa May, anunciou nesta quinta-feira (22) que apresentará aos colegas europeus seu plano para proteger os direitos dos cidadãos da UE no Reino Unido uma vez consumado o Brexit.

"Hoje vou apresentar alguns dos planos do Reino Unido, especialmente como propomos garantir que os cidadãos europeus residindo no Reino Unido tenham seus direitos protegidos após a saída dos britânicos do bloco", disse May antes da reunião de cúpula da União Europeia.

Em outras palavras, "como nós propomos proteger os direitos dos cidadãos da UE no Reino Unido e ver protegidos os direitos dos cidadãos britânicos na Europa", completou a primeira-ministra, que considera este um "assunto importante".

Encontro da União Europeia

Theresa May chega ao encontro de cúpula europeu depois de perder a maioria absoluta no Parlamento em uma eleição antecipada no dia 8 de junho, convocada justamente com a ideia de reforçar sua posição nas negociações do Brexit, cujo início na segunda-feira ela chamou de "construtivo".

Além disso, o início do processo de divórcio de quase dois anos foi marcado pela aceitação por parte do negociador britânico do calendário e das prioridades dos europeus nas conversações, entre elas os direitos dos cidadãos.

Os 27 querem garantir os direitos de 3,6 milhões de cidadãos da UE que vivem no Reino Unido e de 900.000 britânicos que residem no bloco, em sua maioria na Espanha, mas não apenas o direito à residência, e também outros, como educação e acesso à saúde.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias