Segurança

Raul Jungmann divulga varredura em penitenciária de Roraima

Força Armadas e polícias Civil e Militar se uniram com objetivo de coibir novas rebeliões

Editoria de Política
Editoria de Política
Publicado em 27/01/2017 às 12:30
Foto: Agência Câmara/ divulgação
Força Armadas e polícias Civil e Militar se uniram com objetivo de coibir novas rebeliões - FOTO: Foto: Agência Câmara/ divulgação
Leitura:

O ministro da Defesa Raul Jungmann (PPS-PE) realizou na manhã desta sexta uma coletiva para falar de uma varredura que as Forças Armadas estão realizando na penitenciária Monte Cristo, em Roraima. A ação tem um acordo entre as polícias Civil e Militar do Estado, com 335 homens das Forças Armadas Brasileira e 250 das polícias. O objetivo é encontrar armas, drogas e explosivos, para coibir novas rebeliões. 

O ministro não apresentou números concretos do que foi realizado, pois a varredura ainda está sendo realizada. O balanço deverá sair às 17h. Além de equipamentos como Raio X para paredes e tuneis e detectores de metal, estão sendo utilizados 15 cães farejadores e a presença de engenheiros militares.

A ação começou às seis da manhã, os policiais estaduais isolaram os presos no pátio da unidade e os integrantes das forças armadas entraram no presídio para realizar a varredura.

Segundo Raul Jungmann, o Governo Federal já liberou R$ 1,7 bilhão para que os estados possam construir novas penitenciárias.  A previsão é que cada estado do país receba recursos para pelo menos uma unidade. Além disso, a União pretende construir cinco penitenciárias federais. Os estados que receberão as unidades ainda não foram definidos. 

Para Jungmann, Pernambuco é um forte candidato a receber uma dessas unidades. “Aqui sem sombra de dúvida, é um local adequado para ter um presídio, mas depende do interesse do governo do estado”, disse. O ministro lembrou que Pernambuco tem um dos maiores déficits proporcionais do país, com 20 mil vagas. Ao todo, a população carcerária do Estado é 30 mil detentos. 

Colômbia

Na próxima terça-feira (31), Raul Jungmann terá uma reunião com representantes das Forças Armadas da Colômbia para fechar um protocolo de defesa das fronteiras. O objetivo é coibir a entrada de drogas e armas em território brasileiro. 


Últimas notícias