NOVO PRESIDENTE

Eriberto Medeiros é nomeado novo presidente da Alepe

O deputado foi eleito por 40 dos 49 deputados da Alepe. Ele já assume o posto a partir desta quarta-feira (1º), e deve permanecer no cargo até 31 de dezembro de 2019

JC Online
JC Online
Publicado em 01/08/2018 às 18:09
Foto: Rinaldo Marques/Alepe)
O deputado foi eleito por 40 dos 49 deputados da Alepe. Ele já assume o posto a partir desta quarta-feira (1º), e deve permanecer no cargo até 31 de dezembro de 2019 - FOTO: Foto: Rinaldo Marques/Alepe)
Leitura:

O deputado Eriberto Medeiros, de 52 anos, do Partido Progressista, foi nomeado o novo presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), nesta quarta-feira (1º). O cargo estava sendo ocupado interinamente pelo parlamentar Cleiton Collins, do mesmo partido, desde a morte do deputado Guilherme Uchoa, ex membro do PDT, no dia 3 de julho deste ano, que ocupava a cadeira durante seis mandatos consecutivos.

A gestão do parlamentar já inicia a partir desta quarta, e segue até 31 de janeiro de 2019. Apesar do mandado para presidência da Alepe ser bianual, Eriberto Medeiros dá continuidade à gestão anterior, que teve início em 2017.

A favor da nomeação de Eriberto Medeiros votaram 40 dos 49 deputados da Alepe. Dois parlamentares votaram em branco e seis votaram nulo. Também concorria ao cargo Edilson Silva, do PSOL, que recebeu um voto.

Álvaro Porto assume o cargo de 4º secretário

Eriberto Medeiros exercia o cargo de quarto secretário da Alepe, e teve que renunciar para se candidatar à vaga da presidência da assembleia. Assumiu o lugar dele o deputado Álvaro Porto, do PTB, que não precisou disputar com ninguém este posto, por ser o único a se candidatar. Ele foi aceito pelos parlamentares com 40 votos. Outros seis votaram nulos e três em branco. Porto também dá continuidade ao mandato, que se estende até dezembro de 2019.

Com algumas mudanças na mesa diretora, a estrutura da Alepe tem Eriberto Medeiros como presidente e Cleiton Collins e Romário Dias como 1º e 2º vice-presidentes, respectivamente. Os quatro secretários, na ordem de nomeação são, Diogo Moraes (PSB), Vinícius Labanca (PP), Júlio Cavalcanti (PTB) e o recém nomeado, Álvaro Porto.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias