''ele colheu o que plantou''

Falando para o Nordeste, Bolsonaro diz que lamenta prisão de Lula

Bolsonaro disse que a surpresa da eleição vai vir do Nordeste, pois está crescendo nas pesquisas

Cássio Oliveira
Cássio Oliveira
Publicado em 04/10/2018 às 9:23
Foto: NELSON ALMEIDA / AFP
Bolsonaro disse que a surpresa da eleição vai vir do Nordeste, pois está crescendo nas pesquisas - FOTO: Foto: NELSON ALMEIDA / AFP
Leitura:

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) lamentou a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na manhã desta quinta-feira (4), durante entrevista à Rádio Jornal. "Lamento o Lula ter sido preso, mas ele colheu o que plantou. Ele faz com que Brasil fosse de um só partido, o PT, e instituiu o maior programa de corrupção do mundo", disse.

O capitão da reserva lidera as pesquisas de intenção de voto, mas ainda perde para o candidato do PT, Fernando Haddad em Pernambuco. "A grande surpresa positiva virá do Nordeste, tenho aceitação maior do que o Aécio quando disputou com a Dilma e isso está crescendo", destacou.

Haddad cresceu três pontos percentuais e foi de 38% para 41% das intenções de voto em Pernambuco, segundo a pesquisa realizada pelo Ibope, em parceria com o Jornal do Commercio e a TV Globo, divulgada na terça-feira (2). Bolsonaro oscilou de 19% para 20% no Estado.

O candidato do PSL disse que os nordestinos que moram em São Paulo podem ligar para parentes pernambucanos e dizer como foi a gestão de Haddad na capital paulista. "O cara ocupa tempo de televisão e rádio e ao invés de mostrar o que fizeram em 13 anos, ficam criticando os outros. A cidade com mais nordestino é o São Paulo, peço que liguem para outros nordestinos e digam como foi a gestão de Haddad. Ele foi tão mal que perdeu no primeiro turno para o Dória", ressaltou.

DEBATE

Jair Bolsonaro desistiu, nessa quarta-feira (3), de participar do debate com os presidenciáveis de hoje, na TV Globo. O candidato do PSL recebeu em casa, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, os médicos que o operaram no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. O cirurgião Antônio Luiz Bonsucesso Macedo e o clínico cardiologista Leandro Echenique contraindicaram a ida ao encontro.

Jair se recupera da facada que levou dia 6 de setembro em Juiz de Fora (MG), durante caminhada. Desde então, ele se submeteu a duas cirurgias: uma na cidade mineira, logo após o ataque, e outra para corrigir obstrução intestinal, já no hospital em SP. 

Criticado por Bolsonaro, o PT divulgou um vídeo criticando diretamente seu principal adversário na corrida ao Planalto. Publicado nas redes sociais do partido, o vídeo de título "Não troque o certo pelo duvidoso" traz imagens de Bolsonaro ao lado de diversas manchetes de notícias, buscando associá-lo a medidas polêmicas que tiveram o voto do deputado.

"Tem gente que diz que é o novo na política, mas está há décadas no Congresso aprovando projetos contra o interesse do povo brasileiro", diz a descrição do vídeo na internet. Na peça, um narrador afirma que Bolsonaro foi "o único deputado que votou contra o Fundo de Combate à Pobreza" e "votou contra os direitos dos trabalhadores na reforma trabalhista de [Michel] Temer".

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias