Legislativo

Vitória de Lupércio escancara briga por vaga na Assembleia Legislativa

Vereador Jadeval de Lima seria o 1º suplente e assumiria a vaga; no entanto, partido alega que ele não tem direito

Edson Mota
Edson Mota
Publicado em 01/11/2016 às 15:00
Foto: Divulgação/Câmara Municipal do Recife
Vereador Jadeval de Lima seria o 1º suplente e assumiria a vaga; no entanto, partido alega que ele não tem direito - FOTO: Foto: Divulgação/Câmara Municipal do Recife
Leitura:

Mal passaram as eleições municipais, já começaram as polêmicas em torno das vagas abertas na Câmara Municipal do Recife e na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Tudo porque, com a vitória do deputado estadual Professor Lupércio (SD) em Olinda, o vereador Jadeval de Lima (PDT) é o suplente para assumir o seu lugar na Alepe. No entanto, o presidente estadual do PRTB, Pastor Edinázio Silva, reclama que a vaga deixada por Lupércio deveria ser da coligação PTN-PRTB-PV-Solidariedade, e não do vereador do Recife. Ele viajou a São Paulo para discutir com a Executiva Nacional da sigla a melhor maneira de agir. “A legislação eleitoral é bem clara: para conquistar a vaga, ele teria que fazer parte do partido. Se ele decidir voltar ao PTN, pode até assumir, mas será oposição”, disse Edinázio.

Principal interessado no caso, o segundo suplente Anderson Aquino (PRTB) disse que segue na expectativa de uma decisão favorável. “Talvez Jadeval não queira trocar os quatro anos garantidos na Câmara Municipal por dois de deputado e ser questionado sobre a troca de partido. Por enquanto, iremos aguardar. Estamos dispostos a recorrer até ao Tribunal Supremo Eleitoral (TSE), se for o caso”, garantiu o médico, que mora em Ouricuri (Sertão).

Procurado, Jadeval disse ainda que não sabe se irá para a Assembleia Legislativa a partir do ano que vem. “Agora que veio esta oportunidade, estou avaliando com a minha equipe um cenário bastante favorável.”, analisou o vereador.

MUDANÇAS

Graças às vitórias de Raquel Lyra (PSDB), Professor Lupércio (SD) e Anderson Ferreira (PR), além de outros deputados eleitos no primeiro turno, as Casas Legislativas passam por mudanças. Na Alepe, os suplentes Antônio Moraes (PSDB) e Marcantônio Dourado (PSB) serão efetivados e Terezinha Nunes (PSDB) assumirá como suplente, ficando a outra suplência pendente para Jadeval de Lima. 

Roberta Arraes (PSB) deve ficar no lugar de Lula Cabral (PSB), eleito prefeito do Cabo. As vagas de Aglaílson Júnior (PSB) e Ângelo Ferreira (PSB) serão herdadas por Cassia do Moinho (PSB) e Yves Ribeiro (PSB). Paulinho Tomé (PT) e Sérgio Leite (PDT) assumiriam os lugares deixados por Botafogo (PDT) e Pedro Serafim Neto (PDT), respectivamente.

No âmbito federal, com a eleição de Anderson Ferreira (PR) em Jaboatão, Augusto Coutinho (SD) será efetivado na Câmara dos Deputados e o suplente Guilherme Coelho (PSDB) assume o mandato.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias