Crime organizado

Polícia deflagra operações contra suspeitos de homicídio no Agreste

Além de homicídios, alvos das operações "Rio Una" e "Rio Ipojuca" são suspeitos de roubo, tráfico de drogas e de armas em São Caetano e em São Bento do Una

Gabriel Dias
Gabriel Dias
Publicado em 23/03/2018 às 6:39
Foto: Reprodução
Além de homicídios, alvos das operações "Rio Una" e "Rio Ipojuca" são suspeitos de roubo, tráfico de drogas e de armas em São Caetano e em São Bento do Una - FOTO: Foto: Reprodução
Leitura:

A Polícia Civil de Pernambuco deflagrou duas operações coordenadas na manhã desta sexta-feira (23) com o objetivo de tentar desarticular uma organização criminosa que seria responsável pelos crimes de homicídio, tráfico de drogas e de armas, nas cidades de São Caetano e São Bento do Una, ambas no Agreste de Pernambuco. No total, 31 mandados de prisão foram expedidos pela Justiça.

De acordo com notas divulgadas pela Polícia Civil, as operações "Rio Una" e "Rio Ipojuca", devem cumprir 27 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça. Os comunicados à imprensa não esclarecem, no entanto, em quais cidades os investigadores devem atuar nem quais as especificidades de cada uma das operações.

Até as 11h desta sexta, 19 de 24 mandados de prisão expedidos contra pessoas que estavam em liberdade foram cumpridos. Outras sete pessoas que já estavam presas no sistema prisional também foram alvo de novos mandados de prisão. 

O que se sabe, até agora, é que as investigações da "Rio Una" começaram em outubro de 2017 e que, além dos crimes de homicídio e tráfico, os alvos da operação também são investigados por roubo. As investigações foram comandadas pela 15ª Delegacia Seccional de Belo Jardim, com a delegada Luciana Almeida.

Chefia da Polícia Civil

A expectativa é que o chefe da Polícia Civil de Pernambuco, o delegado Joselito Kehrle do Amaral, fale à imprensa ainda na manhã desta sexta-feira na Delegacia de Belo Jardim, no Agreste.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias