Cena Política

PSB e Jair Bolsonaro precisam dividir a conta da pobreza na Região Metropolitana do Recife

Brasil está ruim como nunca esteve em 10 anos. O brasileiro está mais pobre. E o pernambucano da Região Metropolitana do Recife está entre os três mais pobres desse Brasil.

Igor Maciel
Cadastrado por
Igor Maciel
Publicado em 08/04/2022 às 11:10 | Atualizado em 08/04/2022 às 11:13
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
MISÉRIA Desde o começo da pandemia da covid-19, o número de pessoas em situação de rua cresceu principalmente na área central do Recife - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

O brasileiro ficou mais pobre nos últimos 10 anos, mas o pernambucano que mora na Região Metropolitana do Recife se destaca como o terceiro mais pobre do Brasil.

A reação de culpar o governo federal, como acontece normalmente nestas terras, precisa ser repudiada, porque isso é o que tem nos empurrado ladeira abaixo.

O PSB não gosta de estar na mesma sala que Jair Bolsonaro (PL), mas é justo que dividam essa conta.

- Recife é a metrópole do País onde os pobres são mais pobres; entenda

Os números, referentes a 2021, divulgados pelo Observatório das Metrópoles e pela PUC do RS, apontam que o Brasil chegou à pior renda média da década, com R$ 1.378.

Mas, na RMR esse valor é ainda menor: R$ 831,66.

ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Moradores de palafitas na favela do Bode, no Pina em Recife, esperam por habitacional que esta sendo construído no bairro. - ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM

Este é um ano em que muitas perguntas precisam ser feitas. Neste caso, a essencial é: se para todo resultado ruim os socialistas diziam que a culpa era do governo Federal, por que 19 regiões metropolitanas do Brasil tiveram resultado menor que a do Recife?

Seria o caso de dizer que, ao invés de sermos atrapalhados pelo Brasil, puxamos o resultado brasileiro pra baixo?

Tem mais.

Aqui o desemprego também é destaque negativo no Brasil.

Aqui, a atração de investimentos é destaque negativo.

Aqui, moradia é um problema.

Nos próximos meses o PSB, em específico, vai às ruas pedir para ficar mais quatro anos comandando o estado.

É preciso que essas perguntas sejam feitas.

E é preciso prestar contas.

Comentários

Últimas notícias