Cena Política

Uma notícia boa para Lula e outra para Bolsonaro na pesquisa XP/Ipespe

Números dão uma aliviada pra Bolsonaro e uma direção para Lula. Mas, há armadilhas.

Igor Maciel
Cadastrado por
Igor Maciel
Publicado em 06/05/2022 às 14:21
MARCOS CORREA/PR E RICARDO STUCKERT/INSTITUTO LULA
Bolsonaro e Lula - FOTO: MARCOS CORREA/PR E RICARDO STUCKERT/INSTITUTO LULA
Leitura:

A pesquisa XP/Ipespe, divulgada nesta sexta-feira (6), traz dados importantes sobre os principais problemas brasileiros identificados pelos eleitores.

Tem uma notícia boa para Lula (PT) e outra para Bolsonaro (PL).

Um dos responsáveis pela pesquisa, o cientista político Antônio Lavareda, avalia que está crescendo o mau humor com a economia do país. Baseado no que o ex-presidente petista vem usando como mote de campanha, ajuda.

O levantamento mostra que a preocupação com as pautas econômicas cresceu de 38% para 47% de uma pesquisa para outra. O brasileiro está sentindo os efeitos da crise no bolso, cada vez mais. A tragédia da economia é paraíso do PT na busca pelo terceiro mandato de Lula e para impor uma derrota a Bolsonaro.

O problema lulista é outro número trazido pela mesma pesquisa. O percentual de pessoas cujo problema apontado é a fome e a miséria diminuiu de 9% para 6%. Isso pode significar que o Auxílio Brasil, dinheiro do governo Federal, está aliviando a sobrevivência da população mais pobre do país.

Sendo assim, Bolsonaro pode ser muito beneficiado e os programas sociais, como os petistas temiam, acabarão sendo usados pelo atual ocupante do cargo com bons resultados eleitorais.

Nada que o próprio Lula e Dilma Rousseff (PT) não tenham feito igual, pouco tempo atrás.

Ainda mais, é importante lembrar o que tem repetido outro cientista político, Adriano Oliveira, inclusive aqui no JC. Se Lula seguir insistindo na pauta econômica pode acabar tendo dificuldades.

Não é garantido que o eleitor vá associar as dificuldades na economia a Bolsonaro, automaticamente. Os problemas enfrentados pelos bolsonaristas nos últimos anos podem acabar virando solução.

É que o eleitor não ignora o fato de que tivemos uma pandemia com mais de dois anos no meio da administração do atual presidente.

Ele também não ignora que a Rússia invadiu a Ucrânia num "preâmbulo de terceira guerra" que impactou fortemente a economia mundial. Até os EUA estão penando com inflação alta, algo raro.

"Que culpa teve Bolsonaro?", dirão muitos ainda.

Comentários

Últimas notícias