Cena Política

Miguel Coelho e Raquel Lyra juntos? Conversas estão acontecendo e definição pode vir com forró

Raquel tem nomes caseiros para o Senado, mas quer que Miguel indique alguém. Miguel tem nomes até familiares, mas quer Raquel para o Senado.

Igor Maciel
Cadastrado por
Igor Maciel
Publicado em 18/05/2022 às 15:03
Reprodução
Pré-candidatos da oposição em Pernambuco para as eleições de 2022 - FOTO: Reprodução
Leitura:

Quatro candidaturas ao Senado já estão postas em Pernambuco. Marília Arraes (SD) tem André de Paula (PSD), Danilo Cabral (PSB) tem Teresa Leitão (PT), Anderson Ferreira (PL) tem Gilson Machado (PL) e o PSOL, que anunciou o nome de João Arnaldo para o governo, tem Eugênia Lima (PSOL).

Das pré-candidaturas com maior consistência, faltam Raquel Lyra (PSDB) e Miguel Coelho (UB).

E os dois não resolveram ainda porque esperam que a solução de um pode ser o outro.

Raquel tem dois nomes dentro de casa como opções. Armando Monteiro (PSDB) que já foi senador, seria um deles. O outro é Daniel Coelho (Cidadania).

Mas “o espaço está guardado para Miguel indicar alguém”, diz um membro na equipe da ex-prefeita de Caruaru.

Do outro lado, Miguel também tem nomes caseiros e até familiares, mas a vaga está guardada. “É só Raquel aceitar que é favorita para o Senado e vir disputar a eleição conosco”, provoca um integrante da equipe dele.

O que se sabe é que os dois candidatos têm conversado bastante e as conversas se intensificaram nas últimas duas semanas.

Um arranjo entre os dois se fortaleceu como pauta após a consolidação de Marília Arraes e com a chegada de André de Paula ao lado dela.

Há quem acredite que uma definição pode acontecer nos próximos dias, durante o tradicional Forró da Macambira, realizado pelo ex-governador João Lyra (PSDB) e por Raquel em Caruaru.

Comentários

Últimas notícias