Cena Política

PSB expulsou filiados e acabou dando publicidade à insatisfação com Danilo Cabral

Entende-se o motivo do PSB que é dar recado interno. Mas, pra fora, a mensagem foi outra.

Igor Maciel
Cadastrado por
Igor Maciel
Publicado em 22/06/2022 às 10:49
DIVULGAÇÃO
AÇÃO Parlamentar disse que encaminhará um ofício ao STF contra o sigilo imposto pelo governo ao caso do MEC - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

Ao expulsar dissidentes, o PSB quis dar um recado aos próprios filiados mostrando que não aceitaria desvios nos apoios a Danilo Cabral (PSB) como candidato a governador de Pernambuco. Quem não estiver a favor está contra.

Faz sentido, internamente.

Para fora, a estratégia é estranha e contraproducente.

O PSB só pode expulsar quem declara apoio publicamente. Quem declara publicamente já chegou em um ponto de não retorno e não está mais preocupado em seguir no partido. A expulsão chega a ser um benefício, nesses casos. Mas, o pior é a divulgação de uma lista com dissidentes, dando publicidade à insatisfação com o palanque.

Uma coisa é Marília Arraes (SD, Miguel Coelho (UB), Raquel Lyra (PSDB) e Anderson Ferreira (PL), pontualmente, anunciarem apoio de um ou outro vereador ou prefeito socialista. É algo que fica diluído no noticiário político.

Outra coisa é o próprio PSB admitir que há uma lista de nomes que não apoiam Danilo e que estão sendo expulsos por isso. A ideia é cortar o mal pela raiz e impedir que eles continuem, depois, sendo do PSB e apoiando um adversário. Mas, com todo respeito aos vereadores e prefeitos expulsos, o impacto que eles provocariam seria tão grande assim?

Comentários

Últimas notícias