TRIBUTOS

IMPOSTO DE RENDA 2022. Não entregou a declaração? Saiba o que fazer

Quem perdeu o prazo da declaração ainda pode apresentar a declaração atrasada e evitar a negativação do seu CPF

Edilson Vieira
Cadastrado por
Edilson Vieira
Publicado em 01/06/2022 às 19:13
Serasa certificado digital
Declaração do Imposto de Renda 2022 - FOTO: Serasa certificado digital
Leitura:

 

O prazo para a declaração do Imposto de Renda encerrou no último dia 31 de maio com um número de declarações entregues maior do que o esperado pela Receita Federal. A expectativa era de 34 milhões de entregas, mas chegou a 36,3 milhões de declarações entregues, um recorde histórico, segundo o órgão. Mas caso você não tenha conseguido apresentar, é possível acertar as contas com o Fisco com o pagamento da multa correspondente ao atraso, sendo de 1% do imposto devido por mês com limite de 20% do valor total ou R$ 165,74, prevalecendo o valor maior.

O contribuinte que, por algum motivo, não conseguiu entregar a tempo deve preencher a declaração normalmente seguindo as informações disponíveis no site da Receita Federal ou por meio do aplicativo “Meu Imposto de Renda”. Após o envio das informações, o usuário receberá uma notificação referente ao lançamento da multa. O sistema gera automaticamente o DARF, que deverá ser impresso e, obviamente, pago dentro do prazo. 

Não adie a entrega da declaração, mesmo atrasada

“Quanto antes o contribuinte conseguir preencher as informações e efetuar o pagamento, melhor. Caso não consiga efetuar o pagamento em até 30 dias, serão cobrados juros sobre o valor”, explica Pedro Salanek, coordenador dos cursos de finanças do ISAE Escola de Negócios. É imprescindível que a declaração seja preenchida corretamente, com os dados de rendimentos tributáveis, saldo bancário, bens que adquiriu durante o ano, pagamentos, doações efetuadas e renda variável.

RESTITUIÇÃO

Segundo o especialista, dentro do site da Receita Federal, a cada mês é possível saber quais as declarações que já estão liberadas para a restituição. “As restituições das declarações entregues fora do prazo serão efetuadas com atraso dentro do prazo de junho até dezembro. O contribuinte pode passar a fazer essa consulta todo dia 15 de cada mês, para ver quais os lotes o governo vai liberar”, completa Salanek.

 

Comentários

Últimas notícias