FINANÇAS

A relação entre ter Educação Financeira e ser mão fechada

Você já teve atitudes que tomou e terminou ouvindo alguém te chamar de pirangueiro?

Leandro Trajano
Leandro Trajano
Publicado em 29/08/2021 às 8:00
Notícia
Marcello Casal JrAgência Brasil
Escuto relatos de dois perfis extremos: aqueles que gastam sem o mínimo de planejamento, como se diz, gastam "a torto e à direita" e também os que são muquiranas, mão fechada, ou como chamamos no Recife, são os famosos pirangueiros. - FOTO: Marcello Casal JrAgência Brasil
Leitura:

Não é novidade que no meu dia a dia de atendimentos, palestras e cursos eu escuto muitas histórias diferentes sobre a vida financeira das pessoas. São perfis, no geral, diferentes, mas grande similaridade quando encontramos pessoas que vivem o mesmo momento, seja ele endividado, equilibrado, poupador ou investidor. As questões terminam tendo sim muitos pontos em comum. Pessoas que não estão seguras entre comprar ou alugar um imóvel, por onde começar a se organizar para conseguir poupar mais a cada mês, o que fazer com a herança que receberam, outras não sabem de que forma frear as dívidas e a melhor estratégia para sair delas e por aí vai! No meio disso tudo, também escuto relatos de dois perfis extremos: aqueles que gastam sem o mínimo de planejamento, como se diz, gastam “a torto e à direita” e também os que são muquiranas, mão fechada, ou como chamamos no Recife, são os famosos pirangueiros.


Um dia desses, recebi um vídeo que mostrava a história de Greg, um rapaz que tomava banho de roupa para aproveitar o momento e lavá-las, assim economizava cerca de 15 dólares por semana por não usar a máquina de lavar. Ainda no banho, colocava um balde para aparar a água que caía e usava para dar descarga. Soa um tanto exagerado, não é mesmo? Se quiser assistir ao vídeo, postei lá no meu Instagram @personalfinanceiro. Vale a pena ver o amigo de Greg comentando sobre esses fatos.
Isso me fez lembrar que, certa vez, apresentando meu trabalho de mentoria para uma cliente, ela soltou a seguinte pergunta: “mas, fazendo o que você orienta, eu vou ficar pirangueira? Não quero porque adoro as minhas massagens”. Achei espontânea e inusitada. Deixei claro que o objetivo do meu trabalho não é esse, busco sempre o equilíbrio, para mim e para quem oriento, até porque não sou eu que vou decidir o que a pessoa deve reduzir de despesas ou cortar do orçamento, as coisas terminam se evidenciando de forma clara através do trabalho de orientação que é feito, e cada um tem clareza do que deve ajustar para equilibrar melhor as contas. O que precisa é atitude, escolhas, decisão!


Achei que seria válido trazer essa reflexão para você. O que você achou dessas atitudes de Greg? Já teve atitudes que tomou e terminou ouvindo alguém te chamar de pirangueiro? Acho importante a consciência na economia de água, o planeta precisa disso. Mas, o que ele faz, passa longe de ser essa a preocupação com o meio ambiente e o próximo.


Busque sempre o equilíbrio, viver o hoje pensando no amanhã. Não confunda Educação Financeira com atitudes desse tipo que Greg tem. Educação Financeira é um consumo consciente, é saber como ganhar, gastar, poupar e investir o seu dinheiro para melhorar a sua qualidade de vida e da sua família. É decidir como agir diante de situações financeiras do dia a dia, um plano de vida em que as suas decisões afetam positivamente ou negativamente o seu futuro. Saber desfrutar, com responsabilidade, as coisas boas que a vida tem a oferecer é essencial (e eu incluiria um belo banho nessa lista).


Sempre digo que não devemos pensar somente no hoje e esquecer o futuro, achar que ele não importa, mas também não é inteligente focar apenas no futuro, equilíbrio é sempre bastante saudável. Afinal, não sabemos quando o futuro chega, como ele chega e até mesmo se ele vai chegar. Foque realmente no equilíbrio, em dedicar tempo para gerir melhor as suas finanças, em produzir mais, seria legal ter mais de uma fonte de renda, saber fazer boas escolhas, ter qualidade de vida, se espelhar naquilo que realmente te agrega e tem sentido para você, relação com os seus valores. Isso tudo é ter uma boa Educação Financeira!


E se você já foi chamado de mão de vaca, pirangueiro e afins, não se preocupe, pelo que vejo por aí, muito provavelmente você é julgado por ser seletivo e cuidadoso com as suas escolhas, possivelmente está no caminho certo.

Abraço e até a próxima!

Comentários

Últimas notícias