RACISMO

Após polêmicas, Inep corrige duas questões do Enem 2020 no gabarito oficial

Estudantes que fizeram a prova no dia 17 de janeiro denunciaram racismo por causa de alternativas apontadas como corretas na prova de Linguagens, Códigos e Suas Tecnologias

Katarina Moraes
Katarina Moraes
Publicado em 28/01/2021 às 12:23
Notícia

MARCELLO CASAL JR/AGÊNCIA BRASIL
Enem 2020 na versão impressa aconteceu nos dias 17 e 24 de janeiro - FOTO: MARCELLO CASAL JR/AGÊNCIA BRASIL
Leitura:

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do Ministério da Educação, informou, nesta quinta-feira (28), que alterou respostas de duas questões do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2020. Os estudantes que fizeram a prova no dia 17 de janeiro denunciaram que alternativas apontadas como corretas na prova de Linguagens, Códigos e Suas Tecnologias eram racistas e cobraram um posicionamento do órgão.

A primeira questão alterada fazia parte da prova de inglês e trouxe um trecho do livro "Americanah", da autora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichi. No texto, duas mulheres negras conversam em um salão de beleza. A profissional, Aisha, recomenda que a cliente, Ifemelu, alise os fios para "ficar mais fácil de penteá-los". No entanto, a jovem não aceita e diz que gosta do seu cabelo natural, "como Deus o fez". Nessa questão, a resposta correta apontada pelo gabarito divulgado inicialmente era de que Ifemelu teria argumentos "imaturos" por não querer alisar os cabelos.

REPRODUÇÃO/INEP
Questão do Enem 2020 - REPRODUÇÃO/INEP

A outra foi uma questão da prova de linguagens, que mencionava que, ao digitar nomes comuns entre negros dos EUA, a chance de os anúncios automáticos oferecerem checagem de antecedentes criminais pode aumentar 25%. Em seguida, a prova perguntava: "O texto permite o desnudamento da sociedade ao relacionar as tecnologias de informação e comunicação com o(a)...". No gabarito divulgado anteriormente, a resposta era: "linguagem". Agora, corrigiu para "preconceito".

REPRODUÇÃO/INEP
Questão do Enem 2020 - REPRODUÇÃO/INEP

Por nota, o Inep esclareceu que, após a publicação dos gabaritos oficiais da versão impressa do Enem 2020, foi identificada uma "inconsistência no material". "A autarquia verificou que uma modificação feita no gabarito após o retorno das provas para o Inep não foi salva no banco de dados. Em função disso, a área técnica providenciou uma revisão no material". Por fim, comunicou que já disponibilizou as versões corrigidas no portal.

Questões anuladas

Nessa quarta (27), dia em que divulgou o gabarito oficial, o Inep informou que duas questões foram anuladas: uma de ciências da natureza e uma de matemática. Segundo o Inep, a anulação de um item não compromete o processo de estimativa da nota dos participantes.

Ciências da Natureza

Caderno 5 - Amarelo - Questão 114

Caderno 6 - Cinza - Questão 129

Caderno 7 - Azul - Questão 135

Caderno 8 - Rosa - Questão 94

Caderno 11 - Laranja - Questão 94

Caderno 12 - Verde - Questão 94

Matemática

Caderno 5 - Amarelo - Questão 141

Caderno 6 - Cinza - Questão 156

Caderno 7 - Azul - Questão 157

Caderno 8 - Azul - Questão 143

Caderno 11 - Laranja - Questão 143

Caderno 12 - Verde - Questão 94

Enem digital

Para um grupo de 96.086 estudantes, o Enem será nos próximos dois domingos. Esses estudantes toparam participar da novidade da versão 2020 do exame, a avaliação digital. Serão também quatro testes objetivos, cada um com 45 questões, e uma redação. Apenas a dissertação deverá ser escrita no papel, como aconteceu no Enem tradicional. As demais provas vão ser respondidas em computadores instalados em locais definidos pelo Inep.

Comentários

Últimas notícias