POLÍCIA

Um dos homicidas mais procurados de Pernambuco, Nego de Lídio foge do presídio de Limoeiro

O criminoso esteve foragido entre 2014 e 2018, quando escapou da Penitenciária Barreto Campelo por um túnel, enquanto cumpria pena de 47 anos

JC
JC
Publicado em 09/07/2020 às 8:52
Notícia
DIVULGAÇÃO/PMPE
Criminoso Nego de Lídio é acusado de 25 homícios - FOTO: DIVULGAÇÃO/PMPE
Leitura:

Atualizada às 19h01

Acusado de 25 mortes, assaltos a carros-fortes e bancos, Jerry Adriani Gomes da Silva, conhecido como "Nego de Lídio", de 50 anos, fugiu da Penitenciária Doutor Ênio Pessoa Guerra, em Limoeiro, no Agreste de Pernambuco, na madrugada desta quinta-feira (9). Com ele, saíram outros 26 detentos. Em 18 de dezembro 2014, o criminoso escapou da Penitenciária Barreto Campelo por um túnel, enquanto cumpria pena de 47 anos, e foi encontrado apenas em 2018, quando foi anunciado como "lenda do crime" pela Polícia Militar.

Natural do Recife, Lídio praticava crimes por encomenda ou para enfraquecer quadrilhas adversárias. O primeiro homicídio atribuído a ele aconteceu nos anos 90. O acusado matou o líder comunitário do Projeto Caraíbas, Fulgêncio da Silva (o projeto acabou sendo renomeado em homenagem à vítima). Ele contou também que foi o líder do primeiro crime no método “novo cangaço”, em 2003, no interior da Bahia.

Em 2018, Nego de Lídio foi localizado numa fazenda no interior do Piauí, onde ele estava vivendo como fazendeiro e usava a documentação de um irmão falecido.

» Foragido por homicídios e assaltos em Pernambuco é capturado no Piauí

BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Seres afirmou que uma sindicância administrativa será aberta para apurar as circunstâncias em que o caso ocorreu - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Grupo deixou para para trás explosivos e cápsulas de bala - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Um PM que trabalha na unidade disse que a força policial do presídio tentou revidar, mas que o "poder de fuga deles era maior". - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Por meio de nota, a Seres explicou que a evasão se deu por volta das 4h, e que os presos foragidos estão sendo identificados e tropas especiais da Polícia Militar já trabalham na recaptura - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Seres afirmou que uma sindicância administrativa será aberta para apurar as circunstâncias em que o caso ocorreu - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Cícero Rodrigues, Secretário Executivo de Ressocialização - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Por meio de nota, a Seres explicou que a evasão se deu por volta das 4h, e que os presos foragidos estão sendo identificados e tropas especiais da Polícia Militar já trabalham na recaptura - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Grupo deixou para para trás explosivos e cápsulas de bala - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Grupo deixou para para trás explosivos e cápsulas de bala - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Um PM que trabalha na unidade disse que a força policial do presídio tentou revidar, mas que o "poder de fuga deles era maior". - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Por meio de nota, a Seres explicou que a evasão se deu por volta das 4h, e que os presos foragidos estão sendo identificados e tropas especiais da Polícia Militar já trabalham na recaptura - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Grupo deixou para para trás explosivos e cápsulas de bala - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Seres afirmou que uma sindicância administrativa será aberta para apurar as circunstâncias em que o caso ocorreu - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
População se vê amedrontada pela fuga - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Seres afirmou que uma sindicância administrativa será aberta para apurar as circunstâncias em que o caso ocorreu - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Os bandidos espalharam dezenas de grampos na pista principal e abandonaram um carro nas proximidades do presídio - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Por meio de nota, a Seres explicou que a evasão se deu por volta das 4h, e que os presos foragidos estão sendo identificados e tropas especiais da Polícia Militar já trabalham na recaptura - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Um PM que trabalha na unidade disse que a força policial do presídio tentou revidar, mas que o "poder de fuga deles era maior". - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Por meio de nota, a Seres explicou que a evasão se deu por volta das 4h, e que os presos foragidos estão sendo identificados e tropas especiais da Polícia Militar já trabalham na recaptura - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Seres afirmou que uma sindicância administrativa será aberta para apurar as circunstâncias em que o caso ocorreu - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Cícero Rodrigues, Secretário Executivo de Ressocialização - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Fuga ocorreu na madrugada desta quinta-feira (9) - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM

A fuga desta quinta-feira foi auxiliada por homens que chegaram em um carro, por volta das 3h30, usaram explosivo para abrir um buraco no muro da unidade e metralharam a guarita. Os bandidos espalharam dezenas de grampos na pista principal e abandonaram um carro nas proximidades do presídio. Deixaram para trás, ainda, explosivos e cápsulas de bala. Durante a explosão, um cachorro da Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) foi morto.

Em entrevista à Radio Jornal, o secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico, afirmou que a fuga que ocorreu em Limoeiro "foi uma ação de muita ousadia, aliás, a mais ousada que nós tivemos nos últimos 10 anos" em Pernambuco. "Eles não só explodiram a muralha externa, eles ingressam na unidade e foram diretamente para o pavilhão onde tinham presos de elevada periculosidade, explodiram a parede dessa área e aí conseguiram entrar. Saíram 27 presos e, não vou negar, alguns de elevada periculosidade", afirmou. Ainda segundo Eurico, a ação foi muito bem planejada. "Tipo de ação de assaltantes de banco. Quando eles saíram, colocaram grampos, típica ação de assalto a banco."

A constatação é confirmada pelo PM Ramos, que trabalha na parte externa do presídio. O policial afirma que uma investida como a desta quinta-feira nunca havia acontecido na unidade. "Estou há nove anos aqui no presídio e nunca tinha acontecido isso, foi a primeira vez. Eram muitos. [Eles] arrombaram o muro, mas não chegaram a derrubar". Ele explica que policiais militares e agentes não foram feridos durante a ação, e que a força policial do presídio tentou revidar, mas que o "poder de fuga deles era maior".

A Seres informou, no fim da tarde desta quinta-feira (9), que quatro dos 27 presos que escaparam foram recapturados. O grupo estava escondido na zona rural de Cedro, no Sertão do Estado, distante aproximadamente 520 quilômetros do local da fuga. Também foram presos duas mulheres e um homem que estariam acobertando os fugitivos. Uma sindicância administrativa foi aberta para apurar as circunstâncias em que a fuga ocorreu.

A secretaria de Justiça pede que, caso os moradores das cidades vizinhas percebam uma movimentação estranha ou tenha informações sobre um dos fugitivos, ligue para o número (81) 3182-7602.

Ouça a entrevista com o secretário Pedro Eurico na íntegra:

Lista dos fugitivos e recapturados

1. Cícero Bezerra Luiz
2. Claudivan de Lima
3. Clayton Leandro dos Santos
4. Edicleuvis Araújo de Barros
5. Edvaldo Marques da Silva
6. Fagner Cursino de Azevedo
7. Flavio Manoel dos Santos (recapturado)
8. Geovane de Lima Silva
9. Gilvandro Pequeno da Silva
10. Gleison Florentino Pessoa
11. Jailson da Silva Mendes Gonçalves
12. Jerry Adriani Gomes da Silva
13. Jonatas de Santana Silva
14. José Ailton do Nascimento Costa
15. Jose Claudio Pereira da Silva
16. José Dias do Nascimento
17. José Jadielson Santos de Almeida
18. José Paulo da Silva
19. Juriatan Araujo da Silva (recapturado)
20. Luiz Paulo Raimundo da Silva
21. Marcos Fabio Tenerio Cavalcanti
22. Marcos Rodrigues dos Anjos
23. Ranielly Brito de Azevedo
24. Victor Vinicius Rodrigues Correia
25. Washington Lopes dos Santos (recapturado)
26. Welik Soares da Silva (recapturado)
27. Wanderley Roberto

Nota de esclarecimento da Seres

A Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) informa que, na tarde desta quinta (09.07), foram recapturados quatro dos 27 detentos que fugiram da Penitenciária Doutor Ênio Pessoa Guerra (PDEPG), em Limoeiro, na madrugada de hoje (quinta).

A localização dos fugitivos, que ocorreu na zona rural do município de Cedro, contou com informações da Gerência de Inteligência e Segurança Orgânica (Giso/Seres). A equipe de policiais penais da penitenciária também estava na região no momento da prisão. Juntamente com os quatro fugitivos da PDEPG, foram presos duas mulheres e um homem que dariam cobertura aos demais.

A evasão se deu por volta das 4h, através da explosão de um dos muros da unidade prisional. Tropas especiais da Polícia Militar seguem com as buscas. Na ação da madrugada não houve policiais penais feridos e uma sindicância administrativa foi aberta para apurar as circunstâncias em que o caso ocorreu.

Comentários

Últimas notícias