PRISÃO

Foragido por homicídios e assaltos em Pernambuco é capturado no Piauí

De acordo com a polícia, Jerry Adriani Gomes foi localizado em uma fazenda no interior do estado, onde usava os documentos de um irmão falecido

JC Online
JC Online
Publicado em 01/03/2018 às 17:28
Foto: PMPE
De acordo com a polícia, Jerry Adriani Gomes foi localizado em uma fazenda no interior do estado, onde usava os documentos de um irmão falecido - FOTO: Foto: PMPE
Leitura:

Um homem, considerado pela polícia um dos foragidos mais perigosos de Pernambuco, foi capturado depois de mais de três anos de buscas. Jerry Adriani Gomes da Silva, conhecido como Nego de Lídio, é acusado de diversos homicídios e assaltos a carros-fortes e bancos. Os detalhes da prisão foram dados na tarde desta quinta-feira (1º), em coletiva de imprensa.

De acordo com o comandante do Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (Bepi), tenente-coronel Ely Jobson, Nego de Lídio foi localizado numa fazenda no interior do Piauí, onde ele estava vivendo como fazendeiro e usava a documentação de um irmão falecido. Ele estava foragido desde dezembro de 2014, quando fugiu da Penitenciária Barreto Campelo, por um túnel, onde cumpria pena de 47 anos e aguardava outros três julgamentos.

Em depoimento, o tenente-coronel contou que o acusado disse que só voltava a Pernambuco esporadicamente, a fim de cometer os assassinatos (ano passado foram quatro vezes). “Ele nos revelou ainda que estava se aprontando para vir matar mais uma pessoa em breve”, disse Ely Jobson.

Crimes

Os crimes eram praticados por encomenda ou para enfraquecer quadrilhas adversárias. O primeiro homicídio atribuído a ele aconteceu nos anos 90. O acusado matou o líder comunitário do Projeto Caraíbas, Fulgêncio da Silva (o projeto acabou sendo renomeado em homenagem à vítima). Ele contou também que foi o líder do primeiro crime no método “novo cangaço”, em 2003, no interior da Bahia.

A polícia informou que, no momento da prisão, Nego de Lídio não reagiu. Com ele, foram apreendidas duas pistolas calibre .380 e uma espingarda calibre 12.

Últimas notícias