GESTÃO ESTADUAL

Com reajuste, veja o que muda no salário dos profissionais de Saúde em Pernambuco

Através de projetos de lei complementares, o governador Paulo Câmara (PSB) definiu a série de reajustes e pagamentos para valorização profissional

Augusto Tenório
Cadastrado por
Augusto Tenório
Publicado em 25/02/2022 às 9:35
ANDRÉA RÊGO BARROS/DIVULGAÇÃO PCR
Piso da enfermagem segue em discussão no Congresso Nacional - FOTO: ANDRÉA RÊGO BARROS/DIVULGAÇÃO PCR
Leitura:

O pacote de aumento dos servidores do Governo de Pernambuco, além de definir os novos salários para policiais e bombeiros militares, define os reajustes também para trabalhadores da Saúde. Veja o que muda para essa categoria.

Através de projetos de lei complementares, o governador Paulo Câmara (PSB) definiu a série de mudanças. Espera-se aprovação sem problemas da Alepe. Dessa forma, as seguintes mudanças devem começar a valer a partir de junho:

  • Reajuste linear de 5% sobre o vencimento base
  • Acréscimo de 10% na gratificação de risco em regime de plantão
  • Pagamento de gratificação de perigo laboral aos servidores efetivos da Secretaria de Saúde e em efetivo exercício em qualquer de suas unidades, no valor de R$ 480,00 mensais
  • Estabelecimento de Parcela Remuneratória de Valorização do Servidor (PARES), paga mensalmente, nos valores de: R$ 400,00 (para cargos de nível fundamental), R$ 600,00 (para cargos de nível médio) e R$ 800,00 (para cargos de nível superior)

São beneficiários da Pares os servidores estatutários ativos, empregados públicos, aposentados e pensionistas, observadas as regras previdenciárias em vigor.

"Com esse modelo da saúde, de todos ganharem uma gratificação de R$ 480 mais o Pares e ainda o reajuste de 5%, os técnicos de enfermagem praticamente dobram de salário", explicou uma fonte ao blog.

Comentários

Últimas notícias