ELEIÇÕES 2022

Antônio sai em defesa de Miguel Coelho e rebate Lucas Ramos: "atuação apagada"

Embate começou com críticas de Miguel Coelho, pré-candidato ao Governo de Pernambuco, sobre repasses da gestão estadual aos municípios

Augusto Tenório
Cadastrado por
Augusto Tenório
Publicado em 12/05/2022 às 9:19
 Jonas Santos
Miguel Coelho (UB), pré-candidato a governador de Pernambuco - FOTO: Jonas Santos
Leitura:

Após o deputado estadual Lucas Ramos (PSB) criticar Miguel Coelho (UB), pré-candidato ao Governo de Pernambuco, pelas falas sobre repasses à Saúde, Antônio Coelho saiu em defesa do irmão. O parlamentar do União Brasil atacou o colega de Assembleia Legislativa, que é rival em Petrolina.

Tanto Miguel Coelho quanto Raquel Lyra, pré-candidata pelo PSDB, apontam que o governador Paulo Câmara (PSB) faz "uso eleitoreiro" do recurso, anunciado nesta semana. O montante, defende a oposição, é na verdade uma espécie de 'dívida' com as prefeituras

Confira, na íntegra, a nota de Antônio Coelho, que é líder da oposição na Alepe:

Lucas Ramos segue na sua constrangedora missão em defesa de um governo fracassado

Dono de uma atuação apagada, sem trabalho para mostrar a Petrolina e a todo o Pernambuco, seja na Assembleia Legislativa ou quando esteve à frente da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado, o deputado Lucas Ramos, agora, sem qualquer tipo de competência, questiona e menospreza o trabalho exitoso do senador Fernando Bezerra Coelho, não apenas em prol de Petrolina como de diversas outras cidades pernambucanas. Graças à atuação do senador, dezenas de municípios assistem à execução de obras em várias áreas como saúde e infraestrutura, a exemplo de pavimentação de ruas, perfuração de poços, construção de centrais de abastecimento, de ginásios esportivos, entre tantas outras.

Portanto, é exercendo o seu mandato com compromisso e competência que o senador Fernando Bezerra Coelho vem contribuindo fortemente com o desenvolvimento dos municípios do nosso estado. Diferente da prática do PSB, de falar muito e fazer nada, a qual o deputado Lucas Ramos conhece bem.

Ao contrário do que quis fazer parecer, o governador Paulo Câmara não fez mais do que a sua obrigação ao anunciar o repasse de recursos para a saúde dos municípios. Não foi um gesto de bondade e generosidade, ao contrário, foi o cumprimento de uma obrigação constitucional, que o governador não vinha honrando ao longo do seu governo.

Vale ressaltar que esses recursos, se tivessem sido repassados no período correto, teriam contribuído amplamente para a melhoria da saúde pública do nosso estado, uma vez que permitiriam aos prefeitos investirem na melhoria rede de saúde municipal, contribuindo efetivamente para desafogar e reduzir a superlotação a que assistimos hoje nos hospitais da Região Metropolitana do Recife.

Enquanto o deputado Lucas Ramos se ampara em “propaganda à beira da eleição”, Miguel Coelho foi responsável por transformar Petrolina na cidade que mais gera emprego em Pernambuco, a oitava do Brasil. Lucas, por sua vez, defende o governador campeão do desemprego. Enquanto Lucas ataca o prefeito que transformou sua cidade, Petrolina, na melhor cidade para se viver, Pernambuco e o Recife amargam o crescimento vertiginoso da fome e da miséria. Enquanto Petrolina virou o maior canteiro de obras do Nordeste, com viadutos, duplicações, construção de escolas e creches, Pernambuco tem as piores estradas do Brasil e se torna o estado com menos investimentos públicos do Nordeste. Além disso, vem se tornando referência nacional em miséria e ostenta até a triste liderança no ranking de falta de água.

Mas, seguimos confiantes, pois, muito em breve, o povo pernambucano terá a oportunidade de escolher entre a continuidade desse modelo vergonhoso, que só castiga o nosso Pernambuco, representado pelo atual governador – dono de uma reprovação recorde dos pernambucanos, e outro modelo exemplar, representado por Miguel Coelho, que saiu de Petrolina com um governo aprovado por 90% da sua população e serviços prestados à sua cidade.


Antonio Coelho
Deputado estadual e líder da oposição na Assembleia Legislativa

Comentários

Últimas notícias