Cenário econômico em Pernambuco, no Brasil e no Mundo, por Fernando Castilho

JC Negócios

Por Fernando Castilho
castilho@jc.com.br

Informação e análise econômica, negócios e mercados

Coluna JC Negócios

Apartamentos dentro de silos de trigo no Antigo Moinho Recife são vendidos em 10 dias. Confira imagens do projeto

Os silos do antigo Moinho Recife serão transformados em apartamentos com vista para o mar e ao Porto Digital

Fernando Castilho
Fernando Castilho
Publicado em 04/06/2021 às 11:35
Notícia
DIVULGAÇÃO
Moura Dubeux Empreendimento Moinho Recife dos edifícios o Silo 240 e Silo 215, no Bairro do Recife. - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

Em apenas 10 dias, a construtora Moura Dubeux comercializou todas as unidades do condomínio dos edifícios Silo 240 e Silo 215, no Bairro do Recife, dentro do projeto Empreendimento Moinho Recife. A empreitada é liderada pela empresa Revitalis Incorporações, que adquiriu e está transformando as instalações da antiga planta industrial da Bunge Brasil, localizada no Recife Antigo.

Em comunicado ao mercado distribuído na manhã desta sexta feira (04), a MD afirma que o empreendimento será executado sob o regime de Condomínio. Focado no público de média renda, possui apartamentos estúdios de 19m² a 68m² com 1 e 2 dormitórios. As construções serão administradas pela Housi, e tiveram 100% de adesão, o que quer dizer que o objetivo de faturamento de VGV Bruto - R$ 74 milhões das 253 unidades - foi atingido.

Fontes do mercado avaliam que o projeto do Moinho Recife ter uma vocação de investidores muito forte, associado com a possibilidade de gestão do ativo ser feita com a House Administração Condominial (uma grande empresa de gestão de São Paulo e que está no mercado desde 1994), atraiu investidores diversos, pulverizando a compra do projeto.

Além disso, os dois edifícios estarão localizados na ilha do Recife, cenário histórico da cidade, próximo ao Porto Digital, que é um dos principais parques tecnológicos do Brasil por onde circulam diariamente mais de 12 mil profissionais da área e, hoje, abriga mais de 300 empresas com faturamento anual médio acima de R$ 2 bilhões.

Os futuros residenciais afirmam o compromisso da MD com o alinhamento do seu planejamento estratégico aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

DIVULGAÇÃO
Moura Dubeux Empreendimento Moinho Recife - DIVULGAÇÃO

Os históricos prédios de uma unidade fabril desativada, construídos no ano de 1914, que funcionavam como silos para armazenagem de grão, passarão por um retrofit e serão transformados em residenciais, tendo o seu conceito e estrutura original preservada.

O empreendimento será executado sob o regime de Condomínio. Focado no público de média renda, possui apartamentos estúdios de 19m² a 68m² com 1 e 2 dormitórios, que serão administrados pela Housi. Com isso, o histórico cenário será revitalizado e os residenciais farão parte de um complexo com empresariais, mall, estacionamento e rooftops, além de contar com novas ruas de acesso que irão valorizar os pedestres.

Esse é o 5° lançamento do ano de 2021, sendo o terceiro que atinge 100% de unidades comercializadas nos primeiros dias de negociação. Com ele, a Companhia totaliza R$ 345 milhões em VGV Bruto e R$ 283 milhões em VGV Líquido no acumulado do ano.

Os projeto dos edifícios Silo 240 e Silo 215 fazem parte da segunda etapa do projeto que começa a virar realidade, este ano, com a parceria entre a Revitalis Incorporações, idealizadora da iniciativa, e a construtora Moura Dubeux, que será responsável por converter os antigos silos nos dois edifícios residenciais.

O projeto arquitetônico de Bruno Ferraz e Roberto Montezuma segue o conceito retrofit, baseado na modernização de áreas antigas com a preservação de características da construção original. Parte do maquinário, a beleza, memória e história do lugar seguirão preservados. Mais que isso, vão nortear todo o conceito da antiga indústria de moagem de trigo. Nele, a estrutura e arquitetura estão sendo preservadas e manterão a harmonia com a estética do bairro.

Segundo Victor Tavares de Melo, também membro do Comitê Executivo da Revitalis, a empresa conversou com vários atores econômicos e culturais e percebeu que "é cada vez maior a vontade de as pessoas estarem perto de seus trabalhos, evitando longos deslocamentos, e estarem cercadas de opções de serviços, lazer, gastronomia. Além da beleza do lugar.”

DIVULGAÇÃO
Moura Dubeux Empreendimento Moinho Recife - DIVULGAÇÃO

O Silo 215 e o Silo 240 somarão 253 unidades, sendo 2 lojas e 251 unidades residenciais tipo studio. “O projeto remete a um conceito de transformação, será uma releitura do bairro central da Ilha do Recife e certamente um indutor de uma total mudança para o Recife Antigo”, afirma Diego Villar, CEO da Moura Dubeux.

O conjunto arquitetônico do Moinho Recife tem mais de 100 anos de história. Começou a ser construído em 1914 e foi inaugurada em 1919. Com a transferência da moagem de trigo para o Porto de Suape em 2009, as instalações originais localizadas no Porto do Recife foram paulatinamente sendo desativadas, culminando em leilão privado em 2016, no qual a Revitalis foi a vencedora da concorrência.

As obras dos residenciais serão iniciadas ainda em 2021 – devendo gerar 120 empregos diretos e indiretos - e com entrega prevista após três anos. Com o empreendimento, que têm a formação de um grupo no regime de condomínio fechado, Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 70 milhões e valor médio de R$ 7 mil por metro quadrado.

O projeto, de vanguarda urbanística, de engenharia e de arquitetura, tem chamado atenção, inclusive, de comunidades internacionais. Insere Pernambuco em um movimento mundial de Retrofit – conceito arquitetônico que consiste na renovação e atualização das instalações e infraestrutura existentes para receber os novos usos – como visto em cidades como Nova Iorque, com o Meatpacking District; Lisboa, com a LX Factory; e Londres, com Southbank, por exemplo.

Por estar inserido no bairro onde funciona o maior ecossistema tecnológico do Brasil, o Porto Digital, o Moinho Recife Business & Life promete entregar também uma série de novas tecnologias. As palavras de ordem do projeto são dinamismo e flexibilidade de ocupação.

O Moinho Recife Business & Life está na área de abrangência do Porto Digital que conta com incentivos fiscais, cerca de treze mil colaboradores, quase 400 empresas, regionais, nacionais e internacionais.

Na mesma área também estão a Prefeitura do Recife, Terminal Marítimo, C.E.S.A.R., Paço do Frevo, Museu Cais do Sertão, Polícia Federal, Refeita Federal, TRT e TRF, além da comunidade do Pilar, onde a empresa já atua com ações de integração social.

“O projeto abre imensas possibilidades para as empresas que planejam seu crescimento no bairro. É motivo de muito entusiasmo para nós contribuirmos para enriquecer ainda mais esse espaço histórico”, acrescenta Renata Moura que integra o Comitê Executivo da Revitalis.

DIVULGAÇÃO
Moura Dubeux Empreendimento Moinho Recife dos edifícios o Silo 240 e Silo 215, no Bairro do Recife. - DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO
Moura Dubeux Empreendimento Moinho Recife - FOTO:DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO
Moura Dubeux Empreendimento Moinho Recife - FOTO:DIVULGAÇÃO

Comentários

Últimas notícias