Cenário econômico em Pernambuco, no Brasil e no Mundo, por Fernando Castilho

JC Negócios

Por Fernando Castilho
castilho@jc.com.br

Informação e análise econômica, negócios e mercados

Coluna JC Negócios

Wiella, Papacapim e mais: covid-19 fez Recife perder restaurantes ícones da gastronomia. Veja lista dos principais

Salões fechados, mensagens de despedida e memória afetiva gastronômica da cidade fechando as portas

Fernando Castilho
Fernando Castilho
Publicado em 29/06/2021 às 13:51
Notícia
Reprodução
Fachada do restaurante Papacapim em Boa Viagem - FOTO: Reprodução
Leitura:

Wiella Bristô, Amadeu, Barrazzoni Piedade, Barbarico, Via Appia, Papacapim Boa Viagem, Bodega Bastardi e Creperia. Milhares de pessoas que procuram bons restaurantes, cozinha diferenciada e atendimento profissional certamente já frequentaram esses restaurantes, todos instalados em ruas estreitas e avenidas da cidade.

Nenhum deles estava instalado num shopping e tinham clientelas antigas que sabiam o que pediam e o que queiram. Mas desde março do ano passado eles fecharam suas portas para os clientes e não mais retornaram aos dias de casa cheia, embora ao menos dois tenham sobrevivido com outras propostas.

Este é o caso do Barbarico, que virou uma cafeteria que funciona regularmente com os pratos do antigo cardápio, além de fornecedora de massas semiprontas e produtos artesanais. A cozinha de alto nível foi mantida depois ter operado por mais de 20 anos como umas das mais sofisticadas casas de massas italianas do Nordeste. O antigo salão foi transformado num salão de eventos que voltará quando as atividades forem liberadas.

Creperia de Olinda também passa por dificuldades

Serviço diferenciado em determinada cozinha. Esse é o caso da Creperia de Olinda que ainda funciona, mas que esta semana os proprietários anunciaram que podem deixar negócio. No grupo também está o Amadeu, em Boa Viagem que está fechado para reformas e que promete abrir em breve.

Segundo a Abrasel, a pandemia da covid-19 fechou aproximadamente 7 mil negócios no setor de bares e restaurantes, equivalentes da 40% do mercado do setor dispensando até 35 mil pessoas de suas funções.

Parte dessas empresas ainda podem voltar a trabalhar no ramo. Mas uma boa parte foi cuidar da vida, inclusive produzindo comida para vender.

DIVULGAÇÃO
BARRAZZONI PIEDADE - DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO
BOTEGA BASTARDI BOA VIAGEM - DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO
VIA APPIA BOA VIAGEM - DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO
PAPACAPIM BOA VIAGEM - DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO
BARBARICO BOA VIAGEM - DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO
AMADEU RESTAURANTE - DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO
Wiella Bristô funcionou num galeria na Avenida Domingos Ferreira. - DIVULGAÇÃO

Segundo o Sebrae, a produção de alimentos foi a opção de muita gente que trabalhava no setor e resolveu se aventurar no empreendedorismo de venda de comida pronta com ajuda da internet. Mas o setor é o que mais vem tendo perda de receitas.

Dos nomes dessa lista alguns são mesmo icônicos, como é o caso da Wiella Bristô, localizada na Avenida Eng. Domingos Ferreira, 1274, no Pina, que se despediu dizendo aos clientes que “voltaremos a normalidade assim que as autoridades governamentais permitirem, assim que julgarem seguro para a nossa saúde". O Wiella era conhecido pela sua cozinha internacional.

O Via Appia chegou a funcionar em dois endereços na Rua do Futuro, 634, Graças, e uma segunda unidade na Rua Visconde de Jequitinhonha, 1352, Boa Viagem. Com mais de 30 anos de mercado, o Via Appia é um restaurante de culinária italiana tradicional, que tem como chef e proprietário Fernando Guerra.

Um outro caso de restaurante lamentado pelo mercado é o do Barrazzoni Piedade, mistura de pizzaria de alta qualidade assada em forno de lenha e que manteve a qualidade desde o seu nascimento. Foi o primeiro empreendimento da dupla Licínio Dias e Lula Sampaio.

O fechamento da pizzaria e choperia Barazzone já faz mais de um ano e três meses. Mas suas pizzas e o chope são lembrados até hoje pelos frequentadores. A casa funcionou durante 26 anos em Piedade e foi referência nos dois produtos.

Outro que deixou saudades é o Papacapim - Boa Viagem, na Avenida Fernando Simões Barbosa 1200, em Boa Viagem conhecido pela ambientação numa das esquinas mais movimentadas do bairro.

Bottega Bastardi, Avenida Conselheiro Aguiar, 323, também funcionou com a proposta de cozinha italiana e que encerrou suas atividades em função da pandemia. Ele era focado em cozinha contemporânea e tinha a proposta de ser um Wine Bar. Oferecia uma grande carta de vinhos e chegou a promover alguns festivais.

O Amadeu, localizado na Rua Professor José Brandão, 409 em Boa Viagem, Recife, promete voltar suas atividades com nova decoração e novo ambiente. O Amadeu que também tinha uma cozinha internacional oferecia pratos regionais de altíssima qualidade como a rabada às sexta-feira e outros de cozinha portuguesa como o Arroz de Braga.

Comentários

Últimas notícias