Coluna Mobilidade

Reforço na higienização é a estratégia de Pernambuco para combater propagação do coronavírus no transporte público

Expectativa era de que houvesse redução do serviço e estímulo ao uso do transporte nos horários fora pico. Mas Estado só anunciou limpeza

Roberta Soares
Roberta Soares
Publicado em 16/03/2020 às 21:37
Notícia
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Movimentação na volta pra casa na Av. Guararapes durante a pandemia do coronavírus em Recife - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

Por Roberta Soares, da Coluna Mobilidade

No dia em que Pernambuco registrou um aumento, em apenas 24 horas, de dez casos confirmados de pacientes com o coronavírus, o governo do Estado anunciou a sua principal medida para combater a propagação do vírus no sistema de transporte público da Região Metropolitana do Recife: o reforço da higienização dos 26 terminais integrados e dos 2.700 ônibus que hoje transportam 1,8 milhão de passageiros diariamente no Grande Recife. Apenas. Por ser um serviço que tem a aglomeração de pessoas por natureza – especialmente nos horários de pico da manhã e da noite –, havia uma expectativa por parte de passageiros e operadores que outras medidas mais efetivas fossem sugeridas – como redução de serviço entre 10% e 20% da frota e estímulo à utilização do transporte nos horários de menor movimento.

Por enquanto, de forma mais imediata, estamos promovendo um reforço na higienização dos terminais integrados, limpando os corrimões de orientação de filas, os banheiros e as estruturas comuns a todos os passageiros e operadores
Marcelo Bruto, secretário de Desenvolvimento Urbano de Pernambuco

LEIA MAIS

O medo de quem transita pelo transporte público do Grande Recife por conta do novo coronavírus

Nunca antes na história do Metrô do Recife

As ações foram anunciadas pelo governador Paulo Câmara durante entrevista coletiva na noite desta segunda-feira (16/3) e detalhadas pelo secretário de Desenvolvimento Urbano de Pernambuco, Marcelo Bruto, gestor do sistema de transporte. “Estivemos reunidos com as empresas e concessionárias que operam o transporte na RMR e decidimos criar uma comissão permanente para acompanhar o andamento da propagação do vírus no Estado e fazer as adequações que sejam necessárias, a qualquer tempo. Por enquanto, de forma mais imediata, estamos promovendo um reforço na higienização dos terminais integrados, limpando os corrimões de orientação de filas, os banheiros e as estruturas comuns a todos os passageiros e operadores”, explicou. Pela manhã, a Prefeitura de Olinda tinha anunciado que irá colaborar com a limpeza nos terminais que ficam no município: Xambá, PE-15 e Rio Doce.

ARTE JC
KLEBER MONTEIRO - ARTE JC

O reforço na higienização dos ônibus ficará sob responsabilidade das empresas operadoras. “Ao fim de cada viagem os coletivos serão limpos com cuidado. Acertamos que as portas, os corrimões e os assentos serão higienizados com cuidado. Também estaremos reforçando a comunicação com folders e cartazes nos ônibus, terminais, paradas e estações do Sistema BRT”, afirmou Marcelo Bruto. Ao ser questionado se as medidas não eram muito brandas para o risco de propagação do coronavírus no transporte público, o secretário argumentou que outras ações deverão ser anunciadas nos próximos dias. “Essas são medidas imediatas. Estamos monitorando a perda de passageiros, por exemplo, para justificar possíveis revisões e remanejamentos das linhas de ônibus. Mas é preciso ter prudência para não tomarmos decisões abruptas”, ponderou.

Ao fim de cada viagem os coletivos serão limpos com cuidado. Acertamos que as portas, os corrimões e os assentos serão higienizados com cuidado. Também estaremos reforçando a comunicação com folders e cartazes nos ônibus, terminais, paradas e estações do Sistema BRT
Marcelo Bruto

Segundo o secretário, a possibilidade de desativar a refrigeração dos coletivos que operam com ar-condicionado, por exemplo, é uma das medidas que está sendo analisada para os próximos dias. Depende apenas de uma orientação da Secretaria Estadual de Saúde. A suspensão de emissão do cartão VEM Idoso foi outra medida adotada. O setor empresarial, por sua vez, já sentiu o impacto da reclusão de boa parte da população, principalmente dos estudantes. Estima-se, até agora, uma queda entre 10% e 20% da demanda no transporte público da RMR. Pesquisa realizada em 2011 pela BioMed Central, entidade responsável por publicações científicas britânicas, apontou que a chance de se contaminar com uma infecção respiratória aguda a bordo do transporte público é seis vezes maior do que em outros lugares. Isso porque, a cada hora, o passageiro toca de 20 a 30 vezes em superfícies que podem estar contaminadas.

Essas são medidas imediatas. Estamos monitorando a perda de passageiros, por exemplo, para justificar possíveis revisões e remanejamentos das linhas de ônibus. Mas é preciso ter prudência para não tomarmos decisões abruptas
Marcelo Bruto

METRÔ

A higienização também foi a única medida anunciada pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) para o Metrô do Recife. Por email, a companhia informou estar reforçando a limpeza de trens, além de ampliar as campanhas informativas para prevenção ao coronavírus em estações, trens e redes sociais. E que, junto com as operadoras de trens do Brasil, através da ANPTrilhos (Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos), está monitorando o crescimento do vírus com um comitê estratégico onde são discutidas ações de informação e medidas necessárias para minimizar os riscos de transmissão nos sistemas. Marcelo Bruto e o novo superintendente da CBTU no Recife, Tiago Pontes Queiroz, terão uma reunião nesta terça-feira (16/3), às 11h, para definir estratégias conjuntas para o transporte.

LEIA MAIS CONTEÚDO NA COLUNA MOBILIDADE www.jc.com.br/mobilidade

FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Movimentação na volta pra casa na Av. Guararapes durante a pandemia do coronavírus em Recife - FOTO:FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
12ª Vara da Justiça do Trabalho havia determinado que o sistema operasse com as catracas liberadas e que a PM fizesse o controle - FOTO:FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Movimentação fraca na estação do Metrô do Recife na volta para casa - FOTO:FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
ARTE JC
KLEBER MONTEIRO - FOTO:ARTE JC

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias