COLUNA MOBILIDADE

Sem passageiros e com pouca perspectiva. Essa é a situação dos metrôs e trens do Brasil

Em 2020, o setor bateu recorde negativo e, além de transportar menos, não cresceu nada

Roberta Soares
Roberta Soares
Publicado em 26/04/2021 às 11:35
Notícia
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
O sentimento é de que a crise se prolongue por 2021, já que não há expectativa de retomada expressiva da demanda de passageiros em curto prazo - FOTO: BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Leitura:

Além de seguir contabilizando um prejuízo financeiro bilionário com a fuga dos passageiros devido à pandemia de covid19, o transporte público coletivo sobre trilhos sofre de outro mal: a desesperança. O sentimento é de que a crise se prolongue por 2021, já que não há expectativa de retomada expressiva da demanda de passageiros em curto prazo.

Confira a série METRÔS - UMA CONTA QUE NÃO FECHA

Confira o especial multimídia - UM METRÔ AINDA RENEGADO

Em 2020, o setor bateu recorde negativo e, além de transportar menos, não cresceu nada. A perda de demanda foi de 55,9% entre março e dezembro de 2020. De 11 milhões de passageiros por dia em 2019, caiu para 5,8 milhões no ano passado. Um déficit financeiro calculado em R$ 8 bilhões.

O setor metroferroviário passa por sua pior crise e não há perspectiva de recuperação de demanda em curto prazo, já que o isolamento social é necessário para conter a propagação do vírus e a imunização da população deve se estender ao longo deste ano”,
Joubert Flores, presidente da ANPTrilhos

ANPTRILHOS/DIVULGAÇÃO
Joubert Flores, presidente da ANPTrilhos - ANPTRILHOS/DIVULGAÇÃO


“O setor metroferroviário passa por sua pior crise e não há perspectiva de recuperação de demanda em curto prazo, já que o isolamento social é necessário para conter a propagação do vírus e a imunização da população deve se estender ao longo deste ano”, afirma o presidente da ANPTrilhos, Joubert Flores. Apesar do pessimismo, a ANPTrilhos diz apostar para 2021 na continuidade das obras em São Paulo, Bahia, Ceará e Distrito Federal e com o início das obras do monotrilho de Salvador, do trecho 2 do VLT da Baixada Santista e da expansão da CBTU Natal.

ARTES JC
Trilhos no Brasil - ARTES JC

Em 2020, mesmo diante da crise causada pela pandemia, o setor metroferroviário registrou oito obras em andamento, que totalizam 54,1 km de linhas em construção. Além disso, foi iniciada a nova concessão, através de Parceria Público-Privada (PPP), para substituição e ampliação da linha de trem do subúrbio por 2 linhas de monotrilho na Região Metropolitana de Salvador e foi aberta a licitação para a construção de novo trecho da Linha 15-Prata de São Paulo e da expansão da Linha Branca da CBTU Natal.

BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
De 11 milhões de passageiros por dia em 2019, caiu para 5,8 milhões no ano passado - BOBBY FABISAK/JC IMAGEM

Comentários

Últimas notícias