COLUNA MOBILIDADE

Confira a série de reportagens Metrôs - Uma conta que não fecha

Série jornalística produzida pela Coluna Mobilidade faz um diagnóstico dos sistemas metroferroviários e tenta explicar porque a concessão à iniciativa privada ganha cada vez mais força no País

Roberta Soares
Roberta Soares
Publicado em 20/04/2021 às 18:43
Notícia
Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
85% do custo de operação do Metrô do Recife é bancado por subsídio federal. A receita tarifária cobre apenas 15% - FOTO: Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Leitura:

O que fazer para que o transporte de passageiros sobre trilhos ganhe protagonismo no Brasil? Como qualificar e, ao mesmo tempo, reduzir a ineficiência financeira da maioria dos sistemas públicos em operação? As concessões públicas seriam a solução?

Na busca por essas respostas, a Coluna Mobilidade, em parceria com a Rede Nordeste, projeto de produção de conteúdo jornalístico entre o Jornal do Commercio, O Povo (CE), e o Correio (BA), produziu a série de reportagens Metrôs – Uma conta que não fecha.

FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Sistema da RMR é gerido pela CBTU e, junto com o Metrô de Belo Horizonte, é um dos que mais tem chances de atrair investidores privados - FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM

Abaixo, confira os links das reportagens:

1º Dia

Concessões públicas viram tendência no setor metroferroviário do Brasil
“Nossa diferença é que vivemos em busca da eficiência”, diz Luís Valença, da CCR
Quando o público assume o papel do privado – O exemplo do Metrô Consulting

2º Dia

Metrôs – Uma conta que não fecha: Os exemplos da Bahia e de Fortaleza

3º Dia

A difícil reação dos metrôs públicos
Metrô do Recife – Operação ineficiente e problemas de sobra
Metrô do Recife – Um sistema ainda atrasado

Comentários

Últimas notícias