OPINIÃO

É no mínimo egoísta que o STF e o STJ reservem 10 mil vacinas para imunizar ministros e colaboradores

De Norte a Sul do país, milhões de brasileiros estão assustados com o avanço da pandemia que já tirou a vida de 188.259 brasileiros e vem o Poder Judiciário querer tratamento diferenciado

Romoaldo de Souza
Romoaldo de Souza
Publicado em 23/12/2020 às 10:04
Notícia
JOEL SAGET/AFP
Você acha justo que a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) reserve vacinas de combate à Covid-19 e faça a distribuição para ministros, servidores e colaboradores do STF e do STJ? - FOTO: JOEL SAGET/AFP
Leitura:

A pergunta que deixo aqui é de provocação. E gostaria que o nosso leitor levasse em conta este espaço e desse sua opinião. Você acha justo que a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) reserve vacinas de combate à Covid-19 e faça a distribuição para ministros, servidores e colaboradores do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Superior Tribunal de Justiça (STJ)? Acha justo, isso?

Pois o STF o STJ - as duas mais importantes cortes de Justiça do país - encaminharam ofícios à Fiocruz querendo fazer reserva de 10 mil unidades da vacina. Agora, pense comigo: de Norte a Sul do país, milhões de brasileiros estão assustados com o avanço da pandemia que já tirou a vida de 188.259 brasileiros e vem o Poder Judiciário querer tratamento diferenciado.

E por quê é diferenciado? Primeiro porque se os tribunais podem comprar a vacina para imunizar ministros e servidores o Congresso Nacional poderia, a priori, adquirir as vacinas para deputados e senadores, servidores e por aí.

Da mesma forma, o Poder Executivo, as empresas públicas… Percebe?

Ou seja, como cantava o sambista pernambucano Bezerra da Silva (1927 — 2005):

“Farinha pouca, meu pirão primeiro
Farinha pouca, meu pirão primeiro
Este é um velho ditado do tempo do cativeiro
Este é um velho ditado do tempo do cativeiro.

Essa gente é no mínimo egoísta. Só pensa no próprio umbigo.

Pense nisso!

Comentários

Últimas notícias