COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Coronavírus: Hemope vai fazer teste de anticorpos em doadores de sangue

Para realizar o estudo, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) fechou parceria com o Instituto Aggeu Magalhães, unidade da Fiocruz em Pernambuco

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 01/06/2020 às 21:29
Notícia
NELSON ALMEIDA/AFP
CUIDADOS Agência reforçou que o uso é restrito a hospitais, sob prescrição e acompanhamento médico - FOTO: NELSON ALMEIDA/AFP
Leitura:

Entre as medidas de avaliação da epidemia de covid-19 em Pernambuco, que serão implantadas pelo Governo do Estado para garantir a segurança na retomada da economia, está a realização de um inquérito de soroprevalência de anticorpos anti-SARS-CoV-2 em doadores de sangue da Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Hemope).

O levantamento, além de monitorar a epidemia, terá capacidade de avaliar a produção de plasma convalescente no Estado. Estudos têm mostrado que o tratamento com essa parte do sangue que contém anticorpos é segura, apesar de testes de eficácia ainda estarem em desenvolvimento mundialmente. O uso do plasma convalescente consiste em aplicar essa parte do sangue de pessoas que já se curaram do novo coronavírus em pacientes que ainda lutando contra a doença.

Para realizar o estudo de monitoramento da epidemia e do plasma sanguíneo, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) fechou uma parceria com o Instituto Aggeu Magalhães, unidade da Fiocruz em Pernambuco, com o objetivo de acompanhar o ciclo da doença na população pernambucana. O projeto, que terá duração de 12 meses, analisará retrospectivamente amostras de janeiro a maio deste ano. Também serão avaliadas prospectivamente amostras de junho a dezembro, também deste ano. Ao todo, serão testadas 18 mil amostras de doadores de sangue para verificar a frequência de anticorpos IgG anti-SARS-CoV-2.

Inquéritos sorológicos são importantes, ao longo desta epidemia, porque avaliam a proporção de indivíduos já infectados pelo novo coronavírus. No cenário atual de políticas bastante restritivas quanto ao contato social, conhecer a prevalência de infecção na população e, consequentemente, o número de pessoas ainda susceptíveis ao adoecimento, é essencial para planejar a volta gradativa às atividades normais da população.

Profissionais de saúde 

Ontem a SES divulgou também a atualização da testagem dos profissionais de saúde com sintomas sugestivos de covid-19 em Pernambuco. Até agora, 9.704 casos da doença já foram confirmados nos trabalhadores da área. Os exames contemplam os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada.

Comentários

Últimas notícias