COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Covid-19: ocupação de leitos privados de UTI chega a 72% em Pernambuco

Já taxa de ocupação dos leitos públicos de UTI, administrados pelo governo do Estado, permanece em 88%

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 23/02/2021 às 20:52
Notícia

HANNAH MCKAY/POOL/AFP
Próximos dias continuarão sendo decisivos em relação ao agravamento (ou não) da situação da pandemia no Estado - FOTO: HANNAH MCKAY/POOL/AFP
Leitura:

A partir desta terça-feira (23), a Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES) passa a incluir, no boletim epidemiológico da covid-19, a taxa de ocupação de leitos das unidades da rede privada, assim como é feito com as vagas da rede pública estadual. 

Atualmente, a rede privada conta com 420 leitos voltados para os pacientes com síndrome respiratória aguda grave (srag), condição caracterizada também por sintomas de covid-19. Desse total, 60% estão em uso por pacientes. Quando analisados os leitos por tipo, a ocupação das UTIs (267 vagas) está em 72%; das enfermarias (153 vagas), em 39%.

A SES informou que "vem qualificando o sistema de informação para otimizar a análise e monitoramento desses dados, o que vem sendo feito de forma permanente para auxiliar na tomada de decisões nesta pandemia. Importante destacar que a taxa de ocupação é autodeclarada por cada serviço particular".

Já taxa de ocupação dos leitos públicos de terapia intensiva (UTI), administrados pelo governo do Estado, permanece em 88% nesta terça-feira (23). Além disso, 74% das vagas em enfermaria também estão com pacientes que apresentam quadro respiratório grave com sintoma sugestivo de covid-19. Ao todo, o Estado tem 1.928 leitos voltados para atender pessoas com essa condição: 996 são UTI e 932 enfermaria. Considerando o total de ambos os tipos de vagas, 81% estão ocupadas, segundo a SES. 

Comentários

Últimas notícias