Pandemia

'Não adianta medida restritiva se a população não aderir', diz secretário de Saúde de Pernambuco

André Longo disse que avalia dia a dia a necessidade de mais medidas restritivas no Estado

Cássio Oliveira
Cássio Oliveira
Publicado em 12/03/2021 às 10:08
Notícia
HÉLIA SCHEPPA/SEI
Participarão do anúncio os secretários André Longo, da Saúde, e Ana Paula Vilaça, executiva de Desenvolvimento Econômico - FOTO: HÉLIA SCHEPPA/SEI
Leitura:

Secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo fez um apelo, nesta sexta-feira (12), para que os pernambucanos higienizem as mãos e usem máscara de proteção facial, independentemente do tipo de máscara, para proteção à covid-19. Questionado sobre a possibilidade de um novo lockdown no Estado, Longo disse estar acompanhando os dados dia a dia, mas ressaltou que não adianta, apenas, a medida restritiva, se a população não aderir. 

>> Brasil tem segundo dia seguido com mais de 2 mil mortes por covid-19

>> Para Bolsonaro, efeito colateral do lockdown é mais danoso do que o próprio vírus

>> Se indicadores da pandemia não melhorarem, governo de Pernambuco adotará medidas mais restritivas

"É fundamental ampliar a vacinação, ter as medidas restritivas e a conscientização da população. Não adianta medida restritiva se a população não aderir. Decretemos quase um lockdown no fim de semana, só funcionando o essencial, e mesmo assim não atingimos patamares que queríamos de isolamento, que era pelo menos 60%. No sábado, foi 43% e, no domingo, 54%", afirmou o secretário em entrevista à Rádio Jornal.

Estamos muito preocupados, chegamos a um ano de pandemia e não temos nada a comemorar. A pandemia segue firme e forte, com índice de transmissão muito elevado e uma escalada nos indicadores dos Estados.
André Longo, secretário de Saúde de Pernambuco.

Bolsonaro

André Longo disse estar preocupado com um agravamento nos próximos dias e pediu a colaboração da população e rebateu uma declaração de Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro. Nessa quinta-feira, Eduardo criticou o excesso de questionamentos sobre o uso da máscara de proteção contra o novo coronavírus. "Eu acho uma pena, essa imprensa mequetrefe que a gente tem aqui no Brasil fique dando conta de cobrir apenas a máscara. 'Ah a máscara, está sem máscara, está com máscara'. Enfia no rabo gente, porra! A gente está lá trabalhando, ralando", disse o filho do presidente Jair Bolsonaro em um vídeo publicado em seu perfil no Instagram.

>> 'Enfia no rabo, gente', diz Eduardo Bolsonaro sobre uso de máscara contra covid-19

André Longo afirmou que a máscara deve ser usada no rosto. "Quando sair, é preciso usar a máscara, não colocar no bolso, não colocar em outros lugares, como disse o filho do presidente, é colocar cobrindo boca e nariz e sair de casa com a proteção e evitar ao máximo aglomeração", afirmou.

O secretário de Saúde de Pernambuco também criticou Jair Bolsonaro afirmando que o presidente sabota as políticas públicas de enfrentamento à pandemia. "Medida restritiva severa exige uma voz uníssona. Temos sabotagem do presidente desde o inicio nas políticas públicas. Tivemos no início o ministro Mandetta, que de forma razoável funcionou, mas quando a pandemia esquentou foi um desacerto total na mensagem passada à população. E a a liderança nacional tem seguidores e isso prejudicou a mensagem", disse Longo.

Comentários

Últimas notícias