pademia

Se indicadores da pandemia não melhorarem, governo de Pernambuco adotará medidas mais restritivas

Estado apresenta rápida aceleração no número de casos e mortes por causa da covid-19, semelhante ao que ocorre no restante do Brasil

Margarida Azevedo
Margarida Azevedo
Publicado em 11/03/2021 às 18:58
Notícia
BRENDA ALCÂNTARA/ACERVO JC IMAGEM
Parques e praças não poderão ser aproveitados pela população no final de semana - FOTO: BRENDA ALCÂNTARA/ACERVO JC IMAGEM
Leitura:

Mesmo com alta de casos de covid-19, mais mortes provocadas pela doença e unidades de saúde perto de atingirem o limite, muitos pernambucanos não estão atendendo o apelo do governo para que fiquem em casa e mantenham o isolamento social. No último fim de semana (dias 6 e 7), quando serviços essenciais não puderam funcionar e praças e parques ficaram fechados, o índice de isolamento foi muito baixo, na avaliação do secretário estadual de Defesa Social, Antônio de Pádua. No sábado (6) essa taxa ficou em 43,3% e no domingo (7) em 50,2%. Se esses e outros índices não melhorarem, a perspectiva é de o Estado impor medidas mais duras para obrigar a população a ficar em casa.

Neste próximo fim de semana (dias 13 e 14), novamente os serviços não essenciais deverão ficar fechados. Praias não poderão ser frequentadas, assim como parques e praças. E nesta sexta-feira, estabelecimentos que não são serviços essenciais poderão abrir durante o dia, mas terão que parar de funcionar às 20h.

"O ideal é que a taxa de isolamento seja de no mínimo 60%. Se não houver necessidade de sair, fique em casa. O isolamento é fundamental nesse momento. As medidas do governo são impostas para minimizar a circulação das pessoas. Estamos fiscalizando, mas é preciso da colaboração da sociedade", destacou Antônio de Pádua.

Ele lembrou que o aumento do isolamento social e o uso de máscaras, no caso da necessidade de saída, além do reforço na higiene, são ações que vão possibilitar a redução da procura de leitos em hospitais para pessoas com covid-19. Nesta quinta-feira (11), a taxa de ocupação em UTIs na rede pública ficou em 95% e 89% na rede privada. Pernambuco totaliza 313.227 casos confirmados do novo coronavírus e 11.269 mortes decorrentes da doença.

"Estamos passando por esse momento muito difícil. É preciso que as pessoas que não estão trabalhando em serviços essenciais permaneçam em casa. Ainda não há uma proibição de circulação das pessoas em qualquer cidade de Pernambuco. As medidas impostas pelo governo desde o dia 26 já preveem restrições. Mas elas podem ser endurecidas a depender da avaliação dos números que estão sendo observados diariamente", alertou Antônio de Pádua. 

Em maio do ano passado, cinco municípios do Grande Recife, incluindo a capital, passaram 15 dias em lockdown.

RESTRIÇÕES

Atividades não essenciais em todos os 184 municípios do Estado devem fechar entre 20h e 5h, de segunda a sexta-feira, até o próximo dia 17. Durante os finais de semana essas atividades não estão autorizadas a funcionar. Aos sábados e domingos também devem ficar fechados clubes sociais, praias e parques. Nas praias, no entanto, é permitida apenas a prática de atividades esportivas individuais.

>> Saiba quais serviços poderão funcionar em Pernambuco no período de restrição

Bares, restaurantes e shoppings, além de comércio de rua não essencial, terão que fechar às 20h durante a semana e não poderão abrir nos fins de semana por não serem atividades essenciais (com exceção se for para entregas). 

 

Comentários

Últimas notícias