COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Pernambuco registra em março recorde de testes de covid-19 desde o início da pandemia

Ao todo, em Pernambuco, foram processados mais de 187 mil exames de covid-19 em março, considerando dados até o último dia 29

Cinthya Leite
Cadastrado por
Cinthya Leite
Publicado em 30/03/2021 às 21:55 | Atualizado em 30/03/2021 às 21:56
MIVA FILHO/SES
SEQUENCIAMENTOS Das 96 amostras estudadas pelo Instituto Aggeu Magalhães, 94 (98%) tinham a presença da variante ômicron - FOTO: MIVA FILHO/SES
Leitura:

Este mês de março, em que Pernambuco vivencia uma aceleração da transmissão do novo coronavírus, foi registrado o maior número de testes para detecção da covid-19. Ao todo, foram processados mais de 187 mil exames, considerando dados até o último dia 29. Desse total, cerca de 96 mil foram testes do tipo RT-PCR, considerado o padrão-ouro para detecção da doença, pois identifica a infecção em fase aguda, quando há maior risco de transmissão. Os volumes de RT-PCR e de teste rápido (74,5 mil, em média, para este último) deste mês também foram os maiores realizados ao longo de um ano de pandemia no Estado. Além disso, Pernambuco computou 16,4 mil exames sorológicos para covid-19. Esse tipo de teste pesquisa a presença de anticorpos produzidos contra o vírus e só é indicado a quem já apresentou sintomas há mais de 14 dias — ou seja, não identifica a fase ativa da infecção.

Os dados de exames são divulgados diariamente no boletim da Secretaria Estadual de Saúde (SES) e incluem o processamento não apenas do Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE), mas também de outras unidades, como conveniadas ao governo e privadas. O segundo mês com maior número de testes de covid-19 realizados em Pernambuco foi dezembro do ano passado, quando foram processados cerca de 174,2 mil exames. Naquele momento, o Estado vivenciava um momento de repique de adoecimento por covid-19, mas os dados ainda não justificavam uma segunda onda, segundo autoridades da sanitárias. Já novembro, quando profissionais de saúde relatavam o início de um novo incremento de casos nas emergências privadas, também teve o segundo maior volume de RT-PCR (93,8 mil) da pandemia em Pernambuco.

Dados 

Nesta terça-feira (30), a SES confirmou mais 74 mortes pela covid-19 em Pernambuco. Esse foi o maior número de óbitos, em decorrência de complicações pela doença ao longo de 24 horas, desde 9 de julho de 2020, quando houve 86 confirmações. As mortes do boletim de ontem aconteceram entre 1º de dezembro de 2020 e 29 de março deste ano. Ao todo, 12.118 vidas já foram perdidas para a doença no Estado.

Além disso, Pernambuco teve, nesta terça-feira (30), mais 2.233 confirmações da infecção pelo novo coronavírus. Entre eles, 215 (9,6%) foram casos graves e 2.018 (90,4%) leves. Dessa maneira, Pernambuco totaliza 346.800 casos de pessoas que já foram infectadas.

A média móvel de mortes está em 51, apresentando uma tendência de alta de 35%, em comparação com 14 dias atrás. Esse indicador é um dos que medem o comportamento da pandemia numa localidade. Ele contabiliza a média dos últimos sete dias e compara com 14 dias atrás. Variações acima de 15%, seja para mais ou menos, indicam tendência de alta ou queda, respectivamente. Já abaixo disso, indica estabilidade. Já o indicador de casos, com média móvel de 1.900, está em tendência de estabilidade.

Com colaboração da repórter Katarina Moraes

Comentários

Últimas notícias