COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Vacina contra gripe: só 30% do público-alvo da primeira fase foram imunizados no Recife

Segunda fase da campanha inicia nesta terça-feira (11), com inclusão dos idosos e trabalhadores da rede básica da educação

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 10/05/2021 às 21:17
Notícia
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Posto receberá as pessoas de acordo com os grupos anunciados pela Secretaria Municipal de Saúde - FOTO: BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Leitura:

A partir desta terça-feira (11), Recife inicia a segunda fase da Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza (gripe). Neste momento, também poderão receber a vacina os idosos com 60 anos ou mais e trabalhadores da rede básica da educação. A expectativa é imunizar mais de 200 mil pessoas nesta etapa. Como esses dois novos grupos já estão aptos a receber a vacina contra covid-19, a recomendação do Ministério da Saúde (MS) é que esse esquema (o da imunização do novo coronavírus) seja finalizado antes de iniciar o da gripe.  

É importante destacar que, mesmo com o início desta nova fase, as pessoas incluídas no grupo anterior podem continuar recebendo a vacina contra a gripe da mesma forma. Esse aviso se faz importante especialmente porque, até agora, somente cerca de 30% dos grupos prioritários tomaram a vacina na capital pernambucana. A meta é imunizar, pelo menos, 90% dessa população.

Por recomendação do Ministério da Saúde, a vacina contra a covid-19 deve ser priorizada e, por isso, é indicado que as pessoas dos grupos elegíveis concluam o esquema vacinal antes de receber a vacina contra influenza. Além disso, deve ser respeitado um intervalo mínimo de 14 dias entre as vacinas contra covid-19 e gripe.  

A vacina contra a gripe não tem eficácia contra o novo coronavírus, mas a imunização vai ajudar os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para covid-19, já que alguns dos sintomas podem ser parecidos com os da gripe. O objetivo é reduzir as complicações, internações e a mortalidade decorrentes das infecções provocadas pelos vírus influenza, além de desafogar os serviços de pronto atendimento.

“A vacinação contra a gripe é tão importante quanto a de covid-19. Então, quem estiver apto a tomar este imunizante deve procurar um dos pontos da prefeitura para se vacinar. A gripe também pode levar à morte, e a vacina tem o objetivo de evitar formas graves dessa doença. Além disso, pode facilitar o diagnóstico nos serviços de saúde”, reforça a coordenadora do Programa Nacional de Imunização (PNI) no Recife, Elizabeth Azoubel.  

Composta por vírus inativado, a vacina protege contra os três tipos de vírus que mais circulam: influenza A (H1N1), influenza B e influenza A (H3N2).

No Recife, a vacina contra gripe é oferecida em 153 unidades da Secretaria de Saúde, de segunda a sexta, entre 8h e 17h, e também em três pontos volantes da cidade: Parque Dona Lindu (Boa Viagem), Sítio Trindade (Casa Amarela) e no Pátio do Carmo (bairro de Santo Antônio). No Dona Lindu e no Sítio Trindade, a vacinação ocorre de domingo a domingo. Já o ponto montado no Pátio do Carmo funcionará de segunda a sábado, já que, no domingo, esse ponto é deslocado para o Marco Zero (Bairro do Recife). Todos os locais têm o mesmo horário de funcionamento, das 8h às 17h. 

Comentários

Últimas notícias