COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Notificações de chicungunha têm aumento de 99% em Pernambuco; casos de zika crescem 55%

Do total de 2,4 mil casos registrados de chicungunha, 473 foram confirmados no Estado

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 11/05/2021 às 18:36
Notícia
PIXABAY/BANCO DE IMAGENS
Aedes aegypti transmite dengue, zika e chincungunha - FOTO: PIXABAY/BANCO DE IMAGENS
Leitura:

O Estado de Pernambuco notificou 2,4 mil casos de pessoas que adoeceram com sintomas de chicungunha este ano. Os registros vêm de 73 dos 184 municípios. O volume corresponde a um aumento de 99%, segundo boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (SES), em relação ao mesmo período de 2020. Desse total, 473 casos foram confirmados e 584 descartados. Os demais permanecem em investigação. O balanço da SES considera dados até o último dia 1º de maio. 

Além disso, em relação a gestantes com manchas vermelhas na pele (um dos indicativos sugestivos de arboviroses), há 96 registros este ano. Entre elas, 26 fizeram exame para chicungunha — e 11
tiveram resultado positivo. 

No Estado, também há aumento de notificações de pessoas com quadros sugestivos de zika. Até o momento, foram registrados 953 casos em 51 municípios - um aumento de 55,7%, em relação ao mesmo período de 2020. Já nos casos de dengue, foram registrados 6.640 casos suspeitos em 139 municípios, representando uma redução de 31,9%, em comparação com o mesmo período do ano passado. 

Ainda em Pernambuco, foram notificados este ano quatro óbitos suspeitos de arboviroses, que se encontram em investigação. Em relação às formas graves, foram registrados 11 casos de dengue com sinais de alarme e um de dengue grave.

Também no Estado, a análise do 2º Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) mostra 124 (67,4%) municípios em situação de risco para transmissão elevada das arboviroses, sendo 36 (19,6%) em situação de risco de surto (3,9%) e 88 (47,8%) em situação de alerta. Outros 56 (30,4%) municípios estão em situação satisfatória e quatro (2,2%) não encaminharam resultados (ou não foi possível
ser realizado) - Barreiros, Belém de São Francisco, Glória do Goitá e Paudalho. 

Capital pernambucana

Já o Recife notificou 771 casos de arboviroses (doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti: dengue, chicungunha e zika) este ano. Entre eles, estão 478 casos de dengue, 283 de chicungunha e 10 de zika. Desse total de registros, 273 foram confirmados: 151 de dengue e 122 de chicungunha. Na cidade, o último Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti (LIRAa) apresentou resultado de 1,9%, o que representa risco médio de surto de arboviroses.

Segundo a prefeitura, são realizadas ações continuadas para controle dos mosquitos, como visitas dos agentes a residências para orientação da população e verificação de possíveis focos do Aedes.

Comentários

Últimas notícias