BALANÇO

Mutirão contra arboviroses acontece neste sábado no Jordão e Ibura, no Recife

Meta da prefeitura é visitar dois mil imóveis até domingo nesses dois bairros

Margarida Azevedo
Margarida Azevedo
Publicado em 17/07/2021 às 12:59
Notícia
Michael Carvalho / TV Jornal
Mutirão neste sábado percorreu bairros do Jordão e do Ibura, no Recife - FOTO: Michael Carvalho / TV Jornal
Leitura:

Com informações do repórter Michael Carvalho, da TV Jornal

Moradores e comerciantes dos bairros do Ibura e do Jordão, na Zona Sul do Recife, receberam, neste sábado (17), visitas de agentes de saúde ambiental que foram alertar para a importância de se prevenir contra o mosquito Aedes aegypti. Os profissionais também realizam inspeções nos imóveis para identificar possíveis criadouros do mosquito que provoca doenças como dengue, chicungunha e zika. A ação continurá no domingo (18).

Na capital pernambucana, 31 bairros apresentaram risco muito alto de infestação pelo Aedes aegypti, segundo o último Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti (LIRAa), realizado em maio. Os maiores índices de infestação são nos bairros da Jaqueira, Parnamirim, Tamarineira, Várzea, Dois Irmãos e Sítio dos Pintos.

"Sempre tomo cuidado. Lavo a caixa d'agua e mantenho os baldes emborcados. Fica tudo tampado. É importante esse trabalho da prefeitura para evitar que mais gente adoeça de dengue e de chicungunha", comentou a dona de casa Jerusa Maria Castro, moradora do Jordão e uma das que recebeu a visita dos agentes municipais.

"Tive chicungunha e é muito ruim. Senti muita dor no corpo. Por isso precisa ter cuidado com o mosquito. Na minha casa as caixas ficam tampadas e organizadas", afirmou o aposentado Silverte Ferreira, que também teve o quintal inspecionado pela prefeitura na manhã deste sábado.

A meta da prefeitura é visitar, até o domingo, no Ibura e no Jordão, dois mil imóveis. Além dos domicílios, os agentes de endemias devem percorrer 14 pontos estratégicos, como borracharias e ferros-velhos, que são locais com grande potencial de conter criadouros de mosquito dentro da comunidade. Nesses ambientes, eles verificam, por exemplo, se há depósitos que acumulam água, e também realizam aspirações de alados (mosquitos adultos), além de fazer tratamento químico com inseticida.

BALANÇO

Até o dia 26 de junho deste ano, foram notificados 8.824 casos de arboviroses, sendo 3.845 casos de dengue, 4.860 de chikungunya e 119 de zika. Dentre estas notificações, foram confirmados 1.160 casos de dengue e 3.029 casos de chicungunha. Em comparação com o mesmo período do ano anterior, houve aumento de aproximadamente 394% dos casos notificados e de 368% dos confirmados.

Comentários

Últimas notícias