ARBOVIROSES

Com explosão das arboviroses, veja ranking de bairros do Recife com maior risco de dengue, zika e chicungunha

Levantamento da Secretaria Municipal de Saúde do Recife mostra que 31 bairros da capital pernambucana têm risco muito alto de infestação do mosquito Aedes aegypti

Margarida Azevedo
Margarida Azevedo
Publicado em 17/07/2021 às 16:23
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
PREVENÇÃO Evitar água parada e vedar reservatórios é primordial - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

Com um aumento de quase 400% de casos notificados de arboviroses (dengue, chicungunha e zika) entre janeiro e junho deste ano, se comparado com o mesmo período do ano passado, Recife tem um terço dos bairros da cidade com risco muito alto de infestação pelo mosquito que provoca essas doenças, o Aedes aegypti. Segundo o último Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti (LIRAa), realizado em maio pela Secretaria Municipal de Saúde, são 31 bairros classificados nessa categoria. O município possui 94 bairros no total.

Até o dia 26 de junho deste ano, foram notificados 8.824 casos de arboviroses, sendo 3.845 casos de dengue, 4.860 de chicungunha e 119 de zika. Desse total, houve a confirmação de 1.160 casos de dengue e 3.029 casos de chicungunha. A prefeitura informa que em comparação ao mesmo período de 2020 houve aumento de 394% dos casos notificados e de 368% dos casos confirmados.

É considerado risco muito alto quando o índice de infestação é maior ou igual a 4. Os bairros campeões na capital pernambucana estão todos na Zona Norte e com índice igual, 9. São eles Jaqueira, Monteiro, Parnamirim e Tamarineira. No geral, o Recife apresentou resultado de 2,7%, índice de infestação considerado de risco alto.

Para calcular o índice em cada bairro, a Secretaria Municipal de Saúde vistoria cem imóveis da localidade. O índice será o número de endereços em que foram encontrados focos do mosquito. Por exemplo: em cem propriedades inspecionadas na Jaqueira, em nove delas os agentes da prefeitura acharam criadouros do Aedes aegypti. Por isso o índice de infestação da Jaqueira é 9.

CASOS

Conforme o último boletim epidemiológico sobre arboviroses transmitidas pelo Aedes aegypti, divulgado na semana passada, usando o recorte de casos prováveis de 2 de maio a 26 de junho (o qual se refere ao período de transmissão ativa recente das arboviroses), os bairros que apresentaram o maior número de casos prováveis foram: Água Fria (374), Dois Unidos (330), Campo Grande (288), Várzea (254) e Alto José Bonifácio (249).

Ainda de acordo com esse mesmo documento, ao se analisar o risco de adoecimento, os bairros que apresentaram as maiores taxas de detecção por 10.000 habitantes foram: Recife (355,5), Zumbi (209,3), Alto José Bonifácio (185,9), Campina do Barreto (173,6) e Torreão (171,8).

Por faixa etária, a distribuição dos casos confirmados de arboviroses aponta uma concentração em pessoas com idade entre 20 e 59 anos (61,9%), atingindo a população economicamente ativa.

Veja abaixo os 31 bairros com risco muito alto de infestação de dengue, chicungunha e zika, segundo a Prefeitura do Recife (o número ao lado do nome do bairro refere-se ao índice, que vai de zero a cem)

Jaqueira - 9
Monteiro - 9
Parnamirim - 9
Tamarineira - 9
Várzea - 8,7
Dois Irmãos - 8,3
Sítio dos Pintos - 8,3
Cordeiro - 8
Zumbi - 8
Linha do Tiro - 7,6
Iputinga - 6,5
Torrões - 6,5
Água Fria 6,2
Aflitos- 5,8
Derby - 5,8
Espinheiro - 5,8
Graças - 5,8
Nova Descoberta - 5,2
Jardim São Paulo - 5
Encruzilhada - 5,1
Hipódromo - 5,1
Rosarinho - 5,1
Torreão - 5,1
Jordão - 5,1
Cohab - 4,7
Brasília Teimosa - 4,5
Pina - 4,4
Santo Amaro - 4,4
Guabiraba - 4,3
Pau Ferro - 4,3
Beberibe - 4

Como se prevenir do Aedes aegypti

CAIXAS D’ÁGUA, TONÉIS E TANQUES

Mantenha as caixas d’água, tonéis e tanques sempre bem tampados.

GARRAFAS E PNEUS

Não acumule garrafas e pneus em casa. Se for o caso, deixe as garrafas vazias com a boca para baixo e guarde os pneus em local coberto, evitando o acúmulo de água da chuva dentro deles. Use o serviço de recolhimento pelo 3355.7727

BANDEJA EXTERNA DA GELADEIRA

Retire a água da bandeja externa da geladeira pelo menos uma vez por semana e lave-a com sabão.

PLANTAS

Encha de areia até a borda os potinhos dos vasos de planta.

LIXO

Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira bem fechada. Não jogue lixo em terrenos baldios. Verifique o horário de coleta.

CALHAS

Remova folhas e galhos e tudo o que possa impedir a passagem da água pelas calhas.

BEBEDOURO DE ANIMAIS

Lave os bebedouros de animais com escova, água e sabão semanalmente.

RALOS

Verifique se todos os ralos da casa não estão entupidos. Limpe-o pelo menos uma vez por semana e, se não os estiver usando, deixe-os fechados.

LAJE

Não deixe água da chuva acumulada sobre a laje.

BALDES, JARRAS E POTES

Lave semanalmente por dentro, com escova e sabão, jarras, potes, baldes, tanques utilizados para armazenar água: quando não estiverem sendo utilizados devem ser emborcados e guardados protegidos de chuva. Fique atento: todos esses utensílios devem ser lavados e a água despejada em local seco.

 

Comentários

Últimas notícias