COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Secretário André Longo diz que nova onda de covid-19 na Europa preocupa e alerta para risco de mais uma alta de casos em Pernambuco

Alerta foi feito durante coletiva de imprensa nesta quinta-feira (11)

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 11/11/2021 às 17:17
HÉLIA SCHEPPA/SEI
André Longo, secretário Estadual de Saúde - FOTO: HÉLIA SCHEPPA/SEI
Leitura:

Em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (11), o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, reforçou o quanto a nova onda de covid-19 da Europa faz uma chamada de alerta para todo o mundo, principalmente nas localidades onde a cobertura vacinal completa ainda está abaixo do esperado.

Leia também: 

"Muito tem nos preocupado a nova onda da doença na Europa, que aponta risco de repique da infecção pelo vírus, especialmente no período sazonal e com foco naqueles, nesses países europeus, que não tomaram a vacina. Isso reforça a importância da imunização. A pandemia não acabou e não é momento de relaxamento total, apesar de a situação ter melhorado muito. Mas permanecemos com a circulação viral e, por isso, ainda temos riscos (de novas altas da covid-19)", alertou o secretário. 

Com a quarta onda da covid-19 em países europeus em pleno vigor na aproximação do inverno (estação propícia à disseminação do coronavírus), o secretário refletiu o quanto isso pode demonstrar uma tendência para outros países e Estados brasileiros. "Temos até fevereiro para corremos juntos para atingirmos melhores indicadores de vacinação e, dessa maneira, enfrentar o período de maior ocorrência de vírus respiratórios (geralmente de março a junho em Pernambuco), a fim de evitar eventual terceira onda da covid-19", salientou Longo. 

O secretário sublinhou que "a única forma de evitarmos o pior é com a vacina, avançando. É a vacina que pode nos dar uma condição melhor em 2022, especialmente quando chegar o tempo de maior circulação viral". Ele disse que, sem taxas altas de coberturas vacinais, estamos em risco de ter nova onda. "E muito impactante. Será diretamente proporcional aos bolsões de pessoas não vacinadas com a segunda dose e dose de reforço nos suscetíveis", acrescentou Longo. 

Flexibilizações 

Diante do avanço da vacinação contra a covid-19 no Estado, com mais de 66% da população pernambucana com o esquema vacinal completo, o governo de Pernambuco anunciou, durante a coletiva de imprensa, mais flexibilizações no Plano de Convivência com a Covid-19. As novas regras passam a valer a partir da próxima segunda-feira (15), em todo o território estadual.

Foram anunciados o fim da exigência do distanciamento de um metro entre as bancas escolares, a liberação para a temporada de cruzeiros 2021/2022 no Recife e em Fernando de Noronha, o fim da obrigatoriedade da aferição de temperatura nas entradas dos estabelecimentos, além da ampliação de torcida nos estádios de futebol para até 50% da capacidade do local.

O secretário de Turismo e Lazer, Rodrigo Novaes, lembrou que o controle vacinal para a entrada nos estádios continua obrigatório. "A partir de 300 pessoas, o público deve estar 90% vacinado com duas doses ou vacina de dose única e 10% com 1ª dose e teste rápido de antígeno negativo realizado 24 horas, no período que antecede o evento, ou teste RT-PCR negativo realizado até 48 horas antes do evento", disse.

Números 

Pernambuco permanece com estabilidade nos indicadores da covid-19. Na semana epidemiológica 44, que compreende o período entre 31 de outubro e 6 de novembro, foram notificados 368 casos de síndrome respiratória aguda grave (srag), o que representa diminuição de 6%, em comparação com a semana 43 e de 14% em relação à semana 42. 

O mesmo ocorre com as solicitações de vagas de terapia intensiva (UTI) à Central de Regulação do Estado, que também apresentaram redução. Foram 235 solicitações por leitos de terapia intensiva na semana 44 - uma queda de 4% em relação às semanas 42 e 43. Um comparativo com o mesmo período do ano passado, aponta uma queda de 44% nas notificações de srag e de 53% nas solicitações por vagas de UTI.

Comentários

Últimas notícias