COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Com pandemia, registros de mortes aumentam 19,3% em Pernambuco; no Recife, alta foi ainda maior: 33,8%

Aumento, em Pernambuco, é superior ao registrado no Brasil, que viu os óbitos aumentarem 14,9% em 2020. Dado demonstra impacto da pandemia de covid-19 no Estado

Cinthya Leite
Cadastrado por
Cinthya Leite
Publicado em 18/11/2021 às 11:09 | Atualizado em 18/11/2021 às 11:30
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Em Pernambuco, o número de óbitos aumentou 19,3% em 2020, em comparação com 2019; no Recife, a alta foi ainda maior: 33,8% - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

Pernambuco registrou um aumento de 19,3% no número de óbitos em 2020, de acordo com as Estatísticas do Registro Civil, divulgadas nesta quinta (18) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Ao todo, foram contabilizadas 74.746 mortes no ano passado, 12.090 a mais do que em 2019, demonstrando o impacto da pandemia de covid-19 no Estado.

Leia também: 

De 2018 para 2019, a variação de óbitos havia sido de 3,9%. O levantamento apresenta dados dos registros de nascimentos, casamentos e óbitos informados por cartórios. Já os dados sobre divórcios judiciais e extrajudiciais serão divulgados posteriormente.

Esta foi a maior quantidade de óbitos em um ano já registrada na série histórica do levantamento, iniciada em 1984. Também é o 11º maior percentual entre todos os Estados e o terceiro maior do Nordeste, atrás do Maranhão e do Ceará. O aumento em Pernambuco é superior ainda ao registrado no Brasil, que viu os óbitos aumentarem 14,9% em 2020.

Em 2020, em Pernambuco, 66.466 dos óbitos (88,4%) foram naturais, classificação que inclui mortes decorrentes de doenças, como a covid-19, e 5.351 (7,12%) foram não naturais. Além destes, 2.929 (3,9%) foram de natureza ignorada. O mês em que mais óbitos ocorreram foi maio, com 9.486 ocorrências, o equivalente a 12,7% de todas as mortes ocorridas no ano. Junho ficou em segundo lugar com o maior registro de mortes: 6.852, ou 9,17% do total para o ano. Esses dois meses também tiveram o maior número de mortes desde o início da série histórica do Registro Civil. O período coincide com o pico da pandemia em Pernambuco. 

Na capital pernambucana 

No Recife, a variação nos óbitos em 2020 foi de 33,8%, ainda maior do que o percentual observado no Estado. No total, 3.899 pessoas morreram a mais na cidade, no ano passado, em comparação a 2019. Este também foi o sexto maior aumento entre todas as capitais pesquisadas. Enquanto houve uma queda de 3,9% nos óbitos de 0 a 14 anos no Recife, em comparação com 2019, as mortes entre a população de 15 a 59 anos subiram 28,9%, e as mortes entre a população de 60 anos ou mais aumentaram 37,3%.

Comentários

Últimas notícias