DEMANDA

Recife abre 14 leitos pediátricos para casos de síndrome respiratória aguda grave no Hospital Maria Lucinda

Serviço funcionará até que haja uma redução das ocorrências, segundo a prefeitura da cidade

JC
JC
Publicado em 17/01/2022 às 9:47
Daniel Tavares/PCR
Novos leitos no Hospital Maria Lucinda, no Recife - FOTO: Daniel Tavares/PCR
Leitura:

 Com o avanços dos casos de covid-19 e gripe H3N2, aumentando os registros de síndrome respiratória aguda grave, a prefeitura do Recife anunciou nesta segunda-feira (17), a abertura de 14 leitos pediátricos com dedicação exclusiva à condição, no Hospital Maria Lucinda, localizado no bairro de Parnamirim, Zona Norte da cidade. O serviço tem data indefinida para desmobilização, mantendo-se até que haja redução das ocorrências.

Na unidade, de acordo com a gestão, haverá suporte com oxigênio em dois leitos de sala vermelha (para pacientes que aguardam transferência para Unidade de Terapia Intensiva), e ampliação do Serviço de Pronto Atendimento (SPA), com adição de mais um médico plantonista.  

“Aqui no Hospital Maria Lucinda estão funcionando 14 leitos novos leitos destinados à pediatria, crianças aqui do Recife. Essa é uma ação da Prefeitura do Recife que, através da Secretaria Municipal de Saúde, procurou o Hospital Maria Lucinda e a gente está custeando o funcionamento desses 14 leitos. Eles são destinados para crianças que apresentam algum problema respiratório em virtude da covid ou da influenza”, disse o prefeito João Campos (PSB) em visita às instalações.  

Atualmente, o SPA do Hospital Maria Lucinda recebe cerca de três mil pacientes ao mês. Este número advém de demanda espontânea, termo utilizado para os que chegam à unidade para atendimento imediato, atendidos por dois médicos plantonistas. As novas vagas servem de retaguarda para os pacientes do próprio Maria Lucinda e oriundos do Hospital Pediátrico Helena Moura – também pertencente à Secretaria de Saúde do Recife.

Comentários

Últimas notícias