VACINA

Recife amplia vacinação de crianças contra covid-19

A partir desta segunda (24), todas as crianças com 10 anos ou mais poderão ser vacinadas

JC
JC
Publicado em 23/01/2022 às 17:49
MYKE SENA/MS
ANTICOVID Cerca de 130 mil de doses por dia estão sendo aplicadas no público infantil, mas número poderia ser maior se houvesse mais vacinas e menos desinformação - FOTO: MYKE SENA/MS
Leitura:

O Recife amplia, nesta segunda-feira (24), a vacinação contra a covid-19 para todas as crianças a partir dos 10 anos. O grupo de 5 a 11 anos com comorbidades e/ou deficiência permanente está sendo imunizado desde o dia 15 de janeiro. O agendamento está aberto no Conecta Recife.

Na capital pernambucana, a estimativa do Ministério da Saúde, baseada no IBGE, é de 159.558 mil crianças entre 5 e 11 anos. O imunizante que está sendo aplicado é o da Pfizer/Biontech.

A vacina está sendo aplicada de domingo a domingo, das 7h30 às 18h30, na sede do Sest/Senat, no Porto da Madeira; na UFPE, na Cidade Universitária; na Faculdade Universo, na Imbiribeira; e Unicap, na Boa Vista.

No ato do cadastro, é preciso anexar documento oficial da criança, comprovante de residência em nome de um dos pais ou responsável legal, documento oficial que comprove filiação/responsabilidade. Para comprovar a comorbidade ou deficiência permanente, é obrigatório anexar um laudo ou declaração informando a condição. O modelo da declaração da Sesau está disponível no Conecta Recife e deve ser preenchido e assinado por médico. Já o laudo médico deve conter o respectivo CID (Classificação Internacional de Doenças) da doença/condição.

Entre as comorbidades citadas, estão: diabetes mellitus, as pneumopatias crônicas graves, anemia falciforme, doenças cardiovasculares, obesidade grave, doença renal, cirrose hepática e imunossuprimidos.

Os documentos anexados no Conecta Recife também precisam ser levados no dia agendado para vacinação. Devem ser apresentados o original e a cópia (que ficará retida no local) da declaração ou laudo.

Os pais ou responsáveis devem estar presentes no momento da vacinação e munidos de documento de identificação do adulto e da criança, além do comprovante de residência do Recife. Em caso de ausência de pais ou responsáveis, a vacinação deve ser autorizada por um termo de consentimento por escrito. Para esses casos, além do termo de autorização, a pessoa que for acompanhar a criança deve levar documento que comprove a relação de parentesco, bem como o documento da criança e o comprovante de residência.

Anvisa libera CoronaVac

A ampliação da vacinação acontece em meio à aprovação do uso da CoronaVac para a imunização de crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos.  Por enquanto, o município está utilizando a Pfizer/Biontech para a faixa etária. Com a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o uso do imunizante do Butantan para as crianças, o Recife deve contar com ele para ampliar a vacinação dos pequenos.

Em entrevista à Rádio Jornal nesta sexta-feira (21), o diretor da Anvisa, Alex Campos, explicou que até março a vacina deve ser autorizada, também, para crianças menores. "É importante destacar que a Anvisa só autoriza vacinas a partir da construção de um conjunto de evidências científicas, neste caso, também acadêmicas. Esse pedido da CoronaVac já foi impulsionado na Anvisa há alguns meses. É um processo que vem sendo amadurecido a partir dos estudos de fases 1 e 2", disse Campos na entrevista.

Comentários

Últimas notícias