Contaminado

Cantor lírico Placido Domingo é diagnosticado com coronavírus

Com 79 anos, o reconhecido tenor espanhol Placido Domingo relatou estar infectado com o novo coronavírus, se colocando em isolamento, mas relatando estar bem

Rostand Tiago
Rostand Tiago
Publicado em 23/03/2020 às 9:44
Notícia
Foto: Christopher Simon/AFP
O cantor lírico Plácido Domingo foi acusado por nove mulheres por abusos sexuais que teria ocorrido na década de 1980; ele dirigia a Ópera desde 2003 - FOTO: Foto: Christopher Simon/AFP
Leitura:

O cantor lírico Placido Domingo, de 79 anos, anunciou, por meio de suas redes sociais, que testou positivo para o coronavírus. O espanhol relatou que está em isolamento junto da família, afirmando estarem todos bem, apesar da tosse e febre que sentiu.

Eu senti que era meu dever moral anunciar para vocês que eu testei positivo para a COVID-19, o coronavírus. Minha família e eu estamos em auto isolamento pelo tempo que for medicamente necessário. Atualmente, estamos todos com boa saúde, mas eu tive sintomas como febre e tosse, portanto decidi fazer o teste e o resultado deu positivo. Eu imploro para todos que seja extremamente cuidadosos, sigam as recomendações básicas de lavar suas mãos frequentemente, manter pelo menos um metro e meio de distância dos outros e fazer de tudo para parar a disseminação do vírus e, por favor, acima de tudo, fique em casa se você puder. Juntos, podemos lutar contra o vírus e parar a atual crise mundial, para que possamos retornar nossas vidas diárias muito em breve. Por favor, siga as recomendações e regulamentos de seu governo local de ficar em casa e protejam não só vocês mesmos, mas toda nossa comunidade.

Problemas recentes

Placido vinha de uma longa trajetória na Ópera Metropolitana de Nova York (Met), após uma carreira pelos mais prestigiosos teatros de ópera do mundo. De 2003 até setembro do ano passado, Domingo era diretor da casa. Contudo, uma série de denúncias de abusos sexuais levou Placido a se afastar dos trabalhos, em comum acordo com a instituição.

Em uma investigação publicada pela Associated Press, nove mulheres acusam Domingo, considerado o mais importante artista lírico vivo, de ter usado sua posição de poder para pressioná-las a se relacionar intimamente com ele.

Oito cantoras líricas e uma bailarina, das quais apenas uma aceitou se identificar, disseram à agência de notícias americana que foram assediadas sexualmente, em incidentes que ocorreram na década de 1980.

Placido rebateu todas as acusações. "Embora eu refute fortemente as acusações recentes que foram feitas sobre mim e me preocupe com a forma com as pessoas são condenadas sem o devido processo, após refletir, acho que minha aparição nesta produção de 'Macbeth' distrairia do trabalho árduo dos meus colegas, tanto de palco quanto de bastidores", afirmou o cantor acusado de abuso por 20 mulheres", afirmou na época.

A investigação segue em curso.

Comentários

Últimas notícias