Fomento

Fundarpe anuncia inscrições digitais para os próximos editais do Funcultura

Ação era cobrada pela classe artística e estava prometida Governo do Estado desde 2014

JC
JC
Publicado em 22/12/2020 às 11:45
JAN RIBEIRO/FUNDARPE
"O principal é mover a cadeia cultural e artística, não deixar que esses atores, durante o ciclo cultural, parem completamente como aconteceu com os últimos que aconteceram, diz Marcelo Canuto - FOTO: JAN RIBEIRO/FUNDARPE
Leitura:

Demanda antiga da classe artística e uma promessa do Governo do Estado desde 2014, a digitalização das inscrições de projetos no Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura) finalmente virará uma realidade. A Fundarpe anunciou que já irá digitalizar os processos, abrangendo também a seleção por parte dos pareceristas, além do monitoramento da execução e sistematização dos dados, já para os próximos editais 2020-2021 do Audiovisual, Geral, Música e Microprojetos Culturais. 

A digitalização acontecerá por meio da plataforma online Prosas, utilizada em vários editais nacionais, tanto governamentais como de empresas privadas. A intenção é facilitar o acesso ao edital, ampliando sua democratização. A apresentação do novo modelo de inscrição ocorreu durante reunião extraordinária com a presença de mais de 40 integrantes dos três Conselhos Estaduais de Cultura (Consultivo do Audiovisual, de Preservação do Patrimônio Cultural e de Política Cultural), do presidente da Fundarpe, Marcelo Canuto e da superintendente do Funcultura, Aline Oliveira.

Principalpolítica de fomento à cultura em nosso Estado, o Funcultura reúne mais de 9 mil produtores culturais cadastrados, que na última década concorreram a cerca de R$ 330 milhões em fomento a projetos no total. Nesse mesmo período foram cerca de 4 mil projetos aprovados em todas as regiões do Estado, muitos com alcance nacional e internacional, a exemplo de longas-metragens pernambucanos premiados e dezenas de turnês de artistas e grupos por países sul-americanas , norte-americanos e europeus.  

TRANSPARÊNCIA

O Prosas é uma plataforma online que opera com gestão pública e empresas privadas, fornecendo a tecnologia desenvolvida para auxiliar na seleção e no monitoramento de projetos culturais e sociais. Pelo Prosas, é possível divulgar editais, receber inscrições, avaliar e monitorar a execução dos projetos. Como vantagens identificadas pela Superintendência do Funcultura, estão mais transparência e redução da burocracia.

Alguns de seus atuais clientes são os Governos Estaduais de São Paulo e do Espírito Santo, Ministério do Meio Ambiente, Tribunal de Contas da União, Funarte, Sebrae e diversas prefeituras municipais, como Vitória, Maceió e São Luiz. 

CAPACITAÇÃO

A Fundarpe promoverá uma série de capacitações (remotas e presenciais) visando ambientar e popularizar o uso do Prosas nas inscrições para os editais do Funcultura. Serão produzidos e divulgados até a segunda quinzena de fevereiro de 2021 uma série de vídeos tutoriais para cada edital (Audiovisual, Geral, Música e Microprojetos Culturais), explicando como funciona o Prosas em cada um deles.

Estão também previstos treinamentos online via Google Meet e Youtube com técnicos da Fundarpe durante o período de 22 de fevereiro a 19 de março de 2021. Vale destacar que o Cadastro de Produtor Cultural (CPC), um dos pré-requisitos para inscrever projetos no Funcultura, deverá estar atualizado até o dia 12 de março - para proponentes que desejarem se inscrever nos Editais 2021.

Comentários

Últimas notícias