Streaming

'Cartas Para Eva': Angélica estreia programa exclusivo no Globoplay

Com cinco episódios, apresentadora fala da realidade de mulheres brasileiras através de entrevistas e mensagens para a sua filha

Robson Gomes
Robson Gomes
Publicado em 06/01/2021 às 19:06
Notícia

JOÃO COTTA/TV GLOBO
Dedicado à sua filha Eva, Angélica estreia programa exclusivo no Globoplay - FOTO: JOÃO COTTA/TV GLOBO
Leitura:

Após especial feito no Dia das Mães no canal fechado GNT em 2020, Angélica estreou nesta quarta-feira (6) a primeira temporada de Cartas Para Eva na plataforma Globoplay. Em cinco episódios, a série exclusiva no streaming, idealizada pela apresentadora, traz uma busca inspiradora diante do desafio de ser mãe e formar novas gerações de mulheres fortes, independentes e conscientes.

>> Angélica reúne família para comemorar o Natal: 'Todo mundo testado'

>> Com 16 anos de casados, Luciano Huck e Angélica trocam declarações

>> Claudia Raia e Patrícia Pillar celebram estreia de 'A Favorita' no Globoplay

No formato, Angélica aborda a realidade de mulheres brasileiras para sua filha, Eva, de 8 anos, por meio de cartas. “Quando a Eva foi crescendo, ela foi me ensinando muita coisa. Eu comecei a pensar no futuro dela e daí começou a surgir a ideia de deixar uma carta para ela ler quando fosse maior e, a partir dessa ideia inicial, surgiu a série. No programa, cada carta tem um tema com exemplos de mulheres que romperam barreiras e que conseguiram alcançar o sucesso pessoal. Cada uma na sua história e com o que elas têm para dizer para essas futuras gerações”, explica a apresentadora.


Através destas cartas, Angélica aborda temas como mercado de trabalho, sexualidade, violência, sustentabilidade e preconceito. Cada episódio conta com a participação de duas personalidades expoentes em suas áreas de atuação. Elas dividem suas experiências de vida e dizem o que esperam do mundo no futuro para as meninas de hoje, que serão as mulheres de amanhã. Para cada assunto, o Cartas para Eva traz também o depoimento de uma personagem especialista nele.

No episódio Violência conta a Mulher, Angélica conta com a ajuda de mulheres que enfrentaram agressões físicas e psicológicas e usaram a sua dor para denunciar abusos, brutalidade e falta de oportunidade. A apresentadora recebe a apresentadora Xuxa Meneghel e a jornalista Miriam Leitão para a conversa.

Para falar sobre Sustentabilidade, as convidadas são a jornalista Sonia Bridi e a ativista ambiental e líder política Marina Silva. Elas falam sobre coleta, reciclagem, reutilização de materiais, consumo ético e consciente, preservação das florestas, mares e rios, ativismo ecológico e o despertar dos jovens para uma vida ecologicamente correta.

A atriz Claudia Raia e a autora, filósofa e mestra tântrica Carol Teixeira enriquecem a conversa sobre Sexualidade. Neste episodio, Angélica e as convidadas abordam a relação da mulher com seu corpo, passando por discussões importantes sobre sexualidade, liberdade, prazer, amor próprio, preconceito e envelhecimento.

Quando o tema é Trabalho, Angélica trata do desafio de conciliar de forma equilibrada a profissão com a vida familiar. Para este tema, ela tem a colaboração de mulheres que enfrentaram as dificuldades, a competitividade, o machismo e chegaram ao topo de suas carreiras, derrubando o mito do “sexo frágil”. Rachel Maia, uma das empresárias mais influentes do Brasil e presidente do Conselho Consultivo da UNICEF Brasil, e Renata Vasconcellos, jornalista e âncora do Jornal Nacional, participam do episódio.

No tema Preconceito, o programa discute os diversos tipos de preconceito que existem e afetam as relações dentro da sociedade, sempre tomando como ponto de vista a experiência da mulher. A conversa aborda racismo, homofobia, capacitismo e outras mazelas sociais, apontando caminhos para que a sociedade se desenvolva de maneira positiva em relação a esses assuntos. A atriz Camila Pitanga e a publicitária, empresária e mestra em relações étnico-raciais Luana Genot integram o papo.

VEJA O TRAILER DA SÉRIE:

Comentários

Últimas notícias