Streaming

Do camarote ao tombo de atriz: 10 curiosidades do filme Carnaval, da Netflix

Longa gravado em Salvador é sucesso mundial

Do jornal Correio para a Rede Nordeste
Do jornal Correio para a Rede Nordeste
Publicado em 15/06/2021 às 12:48
Notícia
Divulgação
A comédia conta a história de quatro amigas que viajam para curtir o Carnaval em Salvador - FOTO: Divulgação
Leitura:

O filme Carnaval é um grande sucesso da Netflix. Ambientado em Salvador, o longa atingiu o top-6 global logo em sua semana de estreia - além de ter sido o mais visto no Brasil e o segundo em Portugal no período.

Dirigido por Leandro Neri, a produção é estrelada por Giovana Cordeiro, Samya Pascotto, Gkay, Flavia Pavanelli, Bruna Inocêncio, Micael Borges, Jean Predro , Tati Lopes, dentre outros.

A comédia conta a história de quatro amigas que viajaram para curtir o Carnaval em Salvador após uma dela ser traida pelo namorado.

Veja 10 curiosidades sobre o filme Carnaval, da Netlix

1 - Resort na Praia do Forte

O resort utilizado para as gravações foi o Tivoli Ecoresort, na Praia do Forte. Ele fica a mais de 30km de Salvador e as diárias passam facilmente dos R$ 1 mil na hospedagem 5 estrelas.

Divulgação
Filme é dirigido por Leandro Neri - Divulgação


2 - A distância entre o Farol da Barra e a escadaria do Paço

Um dos pontos que mais provocou a revolta dos baianos foi o momento em que a personagem Mayra se perde no Farol da Barra e surge, de repente, na Escadaria do Paço, no Pelourinho. A distância entre os dois lugares é de 6km, com mais de uma hora de caminhada passando por toda a Avenida 7.

 

3 - Jean Pedro, o Salvador

Um dos pontos altos do filme é a cantada muito bem bolada "quer conhecer a Salvador de Salvador", onde Nina deveria responder "quero conhecer Salvador", mas diz a apenas que "quer conhecer a cidade". O personagem Salvador, autor do frete memorável, é Jean Pedro, baiano cria da Liberdade que soube dos testes para o longa através de um panfleto.

Divulgação
Produção é estrelada por Giovana Cordeiro, Samya Pascotto, Gkay, Flavia Pavanelli, Bruna Inocêncio, Micael Borges, Jean Predro , Tati Lopes, dentre outros - Divulgação


4 - Giovana Cordeiro passou de 1 milhão de seguidores

Durante boa parte do filme o sonho de Nina, que inicia a trama com pouco mais de 300 mil seguidores, atingir seu primeiro milhão, o que ocorre no fim da trama. E a vida real imitou a ficção, pois GIovana Cordeiro, intérprete da protagonista, também atingiu o número recentemente.

 

5 - Influencer na ficção e também na vida real

A influencer Luana faz um grande sucesso no início do filme, com milhões de seguidores. A personagem foi interpretada por Flavia Pavanelli, que também é influencer e tem 18 milhões de seguidores.

Divulgação
A influencer Luana foi interpretada por Flavia Pavanelli - Divulgação

6 - Camarote do filme

O camarote escolhido para as gravações do longa foi o da Skol, que fica na altura do Morro do Gato.

 

7 - Marcão é um dos idealizadores do filme

Toda a história do filme começa após Marcão dar um 'corno' em Nina. Após a traição, ela se pica para Salvador com as amigas. Felipe Adler, ator que vive o infiel, foi um dos idealizadores do filme.

 

8 - O cantor Micael não é baiano

Freddy Nunes é o grande artista baiano mostrado no filme. Ele é vivido pelo ator e cantor Micael Borges, que é carioca e precisou treinar o sotaque baiano para a produção.

Divulgação
Micael Borges é carioca e precisou treinar o sotaque baiano para a produção - Divulgação

 

9 - Giovana Cordeiro caiu das escadas do trio elétrico

Andar dentro de um trio elétrico não é a coisa mais fácil do mundo, e a atriz Giovana Cordeiro aprendeu isso da pior forma possível. Por conta das escadas apertadas e íngremes, ela acabou levando um tombo durante as gravações. Nada de grave aconteceu e as filmagens seguiram.

Divulgação
O turbilhão de gatilhos foi gravado em 2020, último ano em que a festa foi realizada - Divulgação


10 - Gravações ocorreram durante o carnaval de 2020

Mesmo os baianos que não gostaram muito da trama e dos erros geográficos do filme sentiram uma nostalgia ao ver as imagens da Barra/Ondina no Carnaval. O turbilhão de gatilhos foi gravado em 2020, último ano em que a festa foi realizada.

Divulgação
O turbilhão de gatilhos foi gravado em 2020, último ano em que a festa foi realizada - FOTO:Divulgação
Divulgação
Micael Borges é carioca e precisou treinar o sotaque baiano para a produção - FOTO:Divulgação
Divulgação
A influencer Luana foi interpretada por Flavia Pavanelli - FOTO:Divulgação
Divulgação
Produção é estrelada por Giovana Cordeiro, Samya Pascotto, Gkay, Flavia Pavanelli, Bruna Inocêncio, Micael Borges, Jean Predro , Tati Lopes, dentre outros - FOTO:Divulgação
Divulgação
Filme é dirigido por Leandro Neri - FOTO:Divulgação

Comentários

Últimas notícias