Celebridade

Após comentário sobre Cuba, Juliana Paes volta a ser chamada de bolsonarista

Atriz é acusada por internautas de ter posições alinhadas com a direita e o presidente

Márcio Bastos
Márcio Bastos
Publicado em 13/07/2021 às 16:21
Notícia
Juliana Paes (Foto: Reprodução/ Instagram)
Juliana Paes fez comentário irônico no Twitter e foi rebatida por internautas - FOTO: Juliana Paes (Foto: Reprodução/ Instagram)
Leitura:

Juliana Paes tem uma relação conturbada com a internet, quando o assunto é política. E, mais uma vez, a atriz se viu envolvida em uma polêmica, após fazer um comentário sobre os protestos que estão ocorrendo em Cuba. Após se pronunciar em uma postagem no Twitter da economista Renata Barreto, a global voltou a ser acusada de se alinhar com o pensamento do presidente Jair Bolsonaro.

Na postagem de Renata, a economista afirma que Cuba "é refém da ideologia" e diz para os defensores do regime socialista tomarem "vergonha". Nos comentários, Juliana Paes mostrou seu apoio a esse pensamento. "Mas hoje tá um silêncio naquele Twitter... (ou tô delirando?) #cubalibre", escreveu a atriz.

Vários internautas do Twitter voltaram a chamar Juliana Paes de "bolsonarista". Em outros momentos, a imagem da atriz já havia sido associada aos apoiadores do presidente da República e, há pouco tempo, ela negou ser "bolsominion", após sofrer críticas por defender a médica Nise Yamaguchi, que foi sabatinada na CPI da Covid. O posicionamento de Juliana gerou uma série de críticas, inclusive de colegas famosos, como Samantha Schmütz.

"Estamos vivendo um dos momentos mais nebulosos. O mundo inteiro está angustiado. Qualquer assunto é politizado. É um maniqueísmo. Eu não sou bolsominion, como adoram acreditar", declarou. "Tenho críticas severas a este que nos governa, mas tampouco quero que a oposição que está presente no momento assuma o governo. Eu estou em um ambiente em que não me sinto representada por ninguém."

Comentários

Últimas notícias