ACIDENTE

Filha do piloto de avião de Marília Mendonça diz que vai processar companhia energética por acidente

Segundo Vitória Medeiros, de 19 anos, 'isso vai ser importante, principalmente para proteger a vida de outras pessoas, caso haja uma emergência'

JC
Cadastrado por
JC
Publicado em 17/11/2021 às 21:55 | Atualizado em 17/11/2021 às 21:58
Reprodução/instagram
O piloto Geraldo Medeiros Jr. e a filha mais velha, Vitória Medeiros - FOTO: Reprodução/instagram
Leitura:

Com informações do g1

A filha do piloto Geraldo Medeiros Júnior, de 56 anos, uma das vítimas do acidente de avião envolvendo a cantora Marília Mendonça, no dia 5 de novembro, disse que vai processar a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig). A aeronave atingiu um cabo de uma torre de distribuição da empresa, em Piedade de Caratinga, no interior de Minas Gerais.

Segundo Vitória Medeiros, de 19 anos, se o espaço da torre de distribuição da empresa estivesse sinalizado, o acidente teria sido evitado. "Se tivesse essa sinalização, tudo poderia ser diferente e isso vai ser importante principalmente para proteger a vida de outras pessoas caso haja uma emergência", disse.

Em nota, a Cemig informou que o espaço está fora da zona de proteção do Aeródromo de Caratinga.

A companhia também disse que as Normas Técnicas Brasileiras e a regulamentação em vigor são cumpridas, rigorosamente. Segundo a Cemig, a sinalização através de esferas na cor laranja é exigida para torres que estão na zona de proteção de aeródromos.

Além da cantora e do piloto, também foram vítimas do acidente o copiloto, Tarciso Viana; o produtor Henrique Ribeiro; e o tio e assessor de Marília, Abiceli Silveira Dias Filho.

Comentários

Últimas notícias