CINEMA

Confira a programação da 6ª MARÉ - Mostra Ambiental do Recife, com atividades presenciais e virtuais

São filmes, oficinas, encontros, debates e outras atividades culturais que ocupam equipamentos como Teatro do Parque, Cais do Sertão e Espaço Pasárgada, além da programação virtual

Emannuel Bento
Emannuel Bento
Publicado em 29/11/2021 às 15:05
FRAME/REPRODUÇÃO
Filme "Por Onde Anda Makunaíma" integra a 6ª Mostra Ambiental do Recife - FOTO: FRAME/REPRODUÇÃO
Leitura:

A Mostra Ambiental de Cinema do Recife - MARÉ chega em sua 6ª edição com programação em formato híbrido, realizada entre 29 de novembro e 7 de dezembro no Recife e pela primeira vez no Arquipélago de Fernando de Noronha. São filmes, oficinas, encontros, debates e outras atividades culturais, muitas disponíveis no endereço www.mare.rec.br.

No Teatro do Parque, na Boa Vista, as atividades serão nesta segunda (29) e terça-feira (30), enquanto as exibições online vão da quarta-feira (1º) ao sábado (4). Ainda no sábado, haverá uma ação no Cais do Sertão, no Recife Antigo. Em Fernando de Noronha, as atividades são em 7 e 8 de dezembro. Uma mostra de curtas também estará disponível durante todos os dias do festival.

A curadoria é do crítico, curador e pesquisador André Dib em parceria com o curador da Mostra Cinema do Mar, Fellipe Redó. A grade é composta por 18 curtas e 6 longas, totalizando 24 filmes de 11 estados e 2 países. Entre os destaques, o longa de abertura "Por onde anda Makunaíma?" de Rodrigo Séllos, e o pernambucano "Bem Virá", da diretora Uilma Queiroz, realizado no interior por mulheres sertanejas e da capital. (Continua após a galeria)

DIVULGAÇÃO
O Bem Virá, de Uilma Queiroz, integra a 6ª Mostra Ambiental do Recife - DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO
Utopia, de Rayane de Penha, integra a 6ª Mostra Ambiental do Recife - DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO
Curta "Tambor ou bola", de Sérgio Onofre, integra a 6ª Mostra Ambiental do Recife - DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO
Portugal Pequeno (RJ, 2020, 19’), de Victor Quintanilha, integra a 6ª Mostra Ambiental do Recife - DIVULGAÇÃO

A programação da edição compõe três eixos estruturadores: Cidades e Conflitos, Ecossistemas e Biodiversidade, Povos e Territórios, voltados para acontecimentos urgentes, entre eles, a COP26, mudanças climáticas, Década dos Oceanos e o Marco Temporal.

"A programação deste ano foi composta por filmes marcados pelo desejo de ruptura e questionamento. Na mesma medida, são obras que buscam no fazer cinematográfico e na memória cultural processos de cura e formas outras de se conectar e estar no mundo que não aquelas que nos levaram à tragédia em tantos níveis como a que estamos vivendo", diz André Dib. "É importante destacar a força da produção da Região Norte, que participa com dois curtas e um longa significativos neste sentido, assim como o cinema indígena representado pelo filme Essa Terra é Nossa.

Confira a programação completa

Oficinas

De segunda-feira (29) a sexta-feira (3)

13 às 17h
Oficina de Documentário Ambiental, com Marlom Meirelles
Onde: Espaço Pasárgada

14h às 18h
Oficina de Stop Motion com materiais reutilizados, com Bruno Cabús
Onde: Zoom

Teatro do Parque

Segunda-feira (29)
18h VJ Biarritzzz (Intervenção videomapping)
18h30 Cerimônia de abertura
19h Sessão de abertura:
Curta: Fragmentos de Gondwana (PE, 2021, 18’), de Adalberto Oliveira + Longa: Por onde anda Makunaíma? (RR, 2020, 84’), de Rodrigo Séllos, seguida de debate com os realizadores.

Terça-feira (30)
15h30 Visita guiada com o Coletivo #CineRuaPE + Sessão de Curtas
1 Peixe para 2 (PE, 2020, 9’), de Chia Beloto
Híbridos (Hybrids, França, 2017, 6’20’’), de Florian Brauch, Matthieu Pujol, Kim Tailhades, Yohan Thireau e Romain Thirion
Peixe Assado (Peix al forn, Espanha, 2018, 4’), de Guillem Miró
Meu quintal é maior que o mundo (PB, 2021, 2’10’’), de Ana Bárbara Ramos

18h Lançamento do livro “Cinema Ambiental: Filmes, Festivais, Plataformas, Angústia e Esperança", de Solange Alboreda

19h Curta: Per Capita (PE, 2021, 15'), de Lia Letícia + Longa: O Bem Virá (PE, 2020, 80’), de Uilma Queiroz, sessão seguida de debate com as realizadoras.

Virtual

Quarta-feira (1º)
16h 2º Encontro de Festivais Ambientais de Cinema
18h Longa: Luz nos trópicos (RJ, 2020), de Paula Gaitán

Quinta-feira (2)
16h Debate: O desafio da década: a restauração dos oceanos e a perda da biodiversidade
Convidados: Heloísa Schurmann (Voz dos Oceanos), Andrea Olinto (Coordenadora de Política Costeira - SEMAS) e Rômulo Faria (Gerente Geral de Licenciamento e Áreas Verdes - SMMA)

18h Longa: "Nuhu yãg mu yõg hãm: essa terra é nossa!" (MG, 2021,70'), de Isael Maxakali, Sueli Maxakali, Carolina Canguçu e Roberto Romero

Sexta-feira (3)
16h Debate: Marco Temporal: resistência e luta dos povos tradicionais
Convidados: Iran Xucuru (Ativista), Whodson Silva (Articulação Sertão Antinuclear) e Carolina Canguçu (Cineasta).

18h Longa: A bolsa ou a vida (RJ, 2020, 102’), de Sílvio Tendler

Sábado (4)
16h Debate: Planeta em risco: a emergência climática, conflitos econômicos, políticos e impactos imediatos
Convidados: Inamara Melo (Secretária Executiva - SEMAS), Moacyr Araújo (Vice-reitor UFPE e Rede CLIMA) e Silvio Tendler (Cineasta).

Mostra virtual de curtas (29/11 à 07/12)

1 Peixe para 2 (PE, 2020), de Chia Beloto
Cidade Submersa (MG, 2020, 5’), de Bárbara Lissa
Dinheiro (MG, 2021,4’), de Sávio Leite
Foi Um Tempo De Poesia (CE, 2021, 13’), de Petrus Cariry
Henriqueta (RJ, 2021, 18’), de Anna Azevedo
Meu quintal é maior que o mundo (PB, 2021, 2’10’’), de Ana Bárbara Ramos
Meus santos saúdam teus santos (PA, 2021, 13’45’’), de Rodrigo Antônio
O Mundo Mineral (MG, 2021, 10’), de Guerreiro do Divino Amor
Pandelivery - quantas vidas vale o frete grátis? (SP, 2021), de Guimel Salgado e Antônio Matos
Portugal Pequeno (RJ, 2020, 19’), de Victor Quintanilha
Segunda natureza (PR, 2021, 12’21’’), de Milla Jung
Tambor ou bola (AL, 2020, 23’32’’), de Sérgio Onofre
Utopia (AP, 2021, 15’), de Rayane de Penha
Yabá (RN, 2021, 12’), de Rodrigo Sena

Cais do Sertão (Espaço Umbuzeiro - vão livre)

Sábado (4)
18h Sessão Cinema do Mar
Curtas:
Peixe Assado (Peix al forn, Espanha, 4’), de Guillem Miró
Híbridos (Hybrids, França, 2017, 6’20’’), de Florian Brauch, Matthieu Pujol, Kim Tailhades, Yohan Thireau e Romain Thirion
Fragmentos de Gondwana (PE, 2021, 17’48’’), de Adalberto Oliveira

Longa: Flutuantes (Brasil, 2013, 72’), de Rodrigo Savastano

Ação Ambiental

Domingo (5)
08h Ação de Limpeza Ambiental no Parque das Esculturas - Marco Zero (Xô Plástico, Recife sem Lixo, Green Girl)

Fernando de Noronha

6 de dezembro
19h Sessão 1:
1 Peixe para 2 (PE, 2020, 8’55’’), de Chia Beloto
Fragmentos de Gondwana (PE, 2021, 17’48’’), de Adalberto Oliveira
Utopia (AP, 2021, 15’), de Rayane de Penha
Foi Um Tempo De Poesia (CE, 2021, 13’), de Petrus Cariry
Meus santos saúdam teus santos (PA, 2021, 13’45’’), de Rodrigo Antônio
20h30 – Debate após sessão

7 de dezembro
19h Sessão 2:
Híbridos (Hybrids, França, 2017, 6’20’’), de Florian Brauch, Matthieu Pujol, Kim Tailhades, Yohan Thireau e Romain Thirion
Peixe Assado (Peix al forn, Espanha, 4’), de Guillem Miró
Meu quintal é maior que o mundo (PB, 2021, 2’10’’), de Ana Bárbara Ramos
Tambor ou bola (AL, 2020, 23’32’’), de Sérgio Onofre
Portugal Pequeno (RJ, 2020, 19’), de Victor Quintanilha
Yabá (RN, 2021, 12’), de Rodrigo Sena
20h30 – Debate após sessão

SERVIÇO
6ª Mostra Ambiental de Cinema do Recife - MARÉ
Quando: 29 de novembro a 7 de dezembro
Onde: Cineteatro do Parque, Cais do Sertão, Fernando de Noronha e online
Quanto: Gratuito

Comentários

Últimas notícias